MENU

Marqueteiro diz que reduziu aparições de Temer por associação ao satanismo

Pesquisas internas revelavam uma queda das intenções de voto quando Temer participava das propagandas.


Michel Temer
Michel Temer

O marqueteiro João Santana, que está preso por denúncias ligadas a crimes eleitorais, trabalhou nas campanhas da chapa Dilma-Temer. Em depoimento ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nesta segunda (24), ele contou que a imagem de Michel Temer (PMDB) foi pouco utilizada nas peças publicitárias da campanha de 2014 por que a imagem do vice estava relacionada com o “satanismo”.

Ele explicou que pesquisas internas revelaram uma queda das intenções de voto quando  Temer participava das propagandas. Santana comentou o assunto em resposta a uma pergunta do ministro Herman Benjamin sobre o papel do vice-presidente na campanha.

Leia mais

O publicitário diz acreditar que o atual presidente também foi beneficiado pelo caixa 2 da campanha.

João Santana e sua mulher, Mônica Moura, prestaram depoimento em Salvador (BA). Um funcionário do casal, André Santana, também foi interrogado.

Segundo a Folha de São Paulo, a defesa de Temer não se manifestou sobre o assunto.




Deixe seu comentário!