MENU

Jovem com Down serve como missionário: “Todos nós precisamos de Deus”

Ryan Pittman foi até o Peru falar sobre o amor de Deus


Ryan Pittman
Ryan Pittman

Em alguns países, acirra-se o debate se o aborto de nascituros diagnosticados com Síndrome de Down é a “coisa certa” a ser feita. Estima-se que nos Estados Unidos isso ocorra em 67% dos casos. Na França a estimativa é de 77%, no Reino Unido a média é de 90%, na Dinamarca esse número chega 98%. O caso mais conhecido é o da Islândia, onde praticamente 100% dos pais optam pela interrupção da gravidez nessa situação.

Talvez por isso o testemunho do norte-americano Ryan Pittman venha chamando tanto a atenção. Em um vídeo produzido por sua igreja, a Fellowship Tennesse, ele conta como descobriu que, apesar de suas limitações, Deus poderia usá-lo, inclusive em missões.

Leia mais

Seus pais contam que, após um culto na igreja que frequentam, ele demonstrou ter entendido claramente a mensagem e pediu para participar do projeto missionário no Peru.

“Não conheço ninguém mais divertido que Ryan”, conta seu pai Ron. “Ele é um garoto incrível e tem um grande senso de humor. Ele olha para a vida com alegria e ama as pessoas. Gosta de fazer novos amigos e quando você o conhecer, saberá que sua amizade é para sempre”.

Mesmo assim, foi uma surpresa para seus pais verem o entusiasmo dele para acompanhar os jovens da igreja numa viagem missionária até outro país. Eles foram resistentes à ideia no princípio, mas acabaram cedendo diante da insistência e do entusiasmo de Ryan para participar.

Ron conta que isso contagiou a todos, fazendo com que ele e a esposa Cheryl decidissem acompanhar a equipe também.

Cheryl tinha preocupações sobre como ele se comportaria na viagem, pois provavelmente iria exigir muito esforço físico e emocional de Ryan. Porém, chegando ao Peru eles disseram que finalmente descobriram “o plano maior de Deus”.

O jovem, então com 21 anos, venceu suas limitações e leu seu testemunho para outros jovens. Com a ajuda de uma tradutora, a mensagem chegou ao coração de vários que estavam ali naquele dia.

Os líderes do ministério sentiram-se inspirados pelo impacto da mensagem, pois não esperavam ver algo tão impactante de alguém com Síndrome de Down. Algumas pessoas presentes tinham filhos com necessidades especiais e as palavras de Ryan “deram-lhes esperança”, lembra a mãe.

“Não tínhamos ideia de que Deus o usaria daquela maneira. Que Ryan iria causar um impacto tão grande a tantas pessoas, simplesmente contando sua história”, disse Cheryl.

Basicamente, ele leu as frases que escrevera em uma folha de papel, mas foi algo tão cheio de vida que emocionou a todos:

“Eu cresci em uma família cristã. Aceitei Jesus e pedi que ele fosse o meu Salvador. Fui batizado na igreja… Por causa de Jesus, eu tenho um coração de servo, cheio do amor dEle. O Espírito Santo me ajuda a fazer boas escolhas… Deus fez cada um de nós diferentes. Eu sou diferente. Porque eu tenho síndrome de Down. Mas Deus também nos fez todos iguais. Todos nós precisamos de Deus”. Com informações Faith Wire

Assista:



Assuntos: ,


Deixe seu comentário!


Mais notícias