Mãe que perdeu filha por bala perdida mantém a fé: “Ela está na glória”

Maria Eduarda morreu depois de ser atingida por três tiros


Mãe que perdeu filha por bala perdida mantém a fé

Rosilene Alves Ferreira, mãe de Maria Eduarda, ainda lamenta a morte da filha. A adolescente de 13 anos foi morta ao ser atingida por três tiros no pátio da Escola Municipal Jornalista Daniel Piza.

Em entrevista ao jornal Extra, Rosilene falou sobre o sentimento de ausência e como sua fé tem sido importante para enfrentar o processo de luto. “Estou caminhando, congregando lá em cima com a pastora. Se eu me entregar, se eu deitar, eu morro. Ela era minha caçula. Não está fácil. Estou me esforçando para meu pé continuar no chão”.



Alves fez elogios a filha e disse que possuía vários sonhos. “Ela impactou os quatro cantos do mundo. Ela teve um sonho, antes de morrer, em que ia para os braços de Deus. Ela contou para outra missionária. Não me contou para me poupar. Porque entendo as coisas de Deus”, afirmou.

Questionada acerca de sua visão da morte de Maria Eduarda, Rosilene disse: “Ela estava ficando muito linda. Treze anos, pé e mão de atleta. Calçava 40. Ela era escolhida do Senhor, e o Senhor colheu. Assim, lá na frente eu não vou sofrer”.

“Eu tenho certeza que ela está na glória do Senhor. Muita gente está sonhando com ela. E me disseram que ela está bem. Isso me conforta. A missionária me disse que eu só vou sonhar com a Maria quando eu parar de chorar. E eu ainda não parei”, concluiu.




Deixe seu comentário!