MENU

Maioria acredita que Deus deseja dar prosperidade financeira

Teologia da Prosperidade é defendida por cerca de 40% dos evangélicos


Bíblia e dinheiro
Bíblia e dinheiro. (Foto: Getty)

Uma pesquisa do instituto LifeWay Research, de Nashville (EUA) divulgada nesta terça-feira (31), indica que 69% dos evangélicos acredita que Deus deseja prosperidade financeira dos fiéis.

Ao mesmo tempo, 16% dizem que “é preciso fazer algo para Deus se quiser receber bênçãos materiais em troca” e 38% aprenderam em sua congregação que “seu eu doar mais dinheiro para a Igreja, Deus irá me recompensar”.

Leia mais

O estudo sobre as crenças da “teologia da prosperidade” entrevistou 1.010 americanos que frequentam regularmente uma igreja evangélica.

Conforme ressalta Scott McConnell, diretor executivo da LifeWay Research, “um grupo significativo de igrejas ensina que as doações desencadeiam uma resposta financeira de Deus”. E isso influencia a maneira como as pessoas veem seu relacionamento com Deus.

O estudioso acredita que ainda há uma diferença entre o púlpito e os bancos. “Vários líderes evangélicos influentes já condenaram a teologia da prosperidade”, lembra, “mas a maioria dos crentes ainda pensa que existe essa relação direta entre dar dinheiro e receber bênçãos”.

Um tema controverso

A crença de que Deus dá recompensas financeiras em troca de ofertas é o argumento central do chamada “teologia da prosperidade”, que garante “a boa vida” para os fiéis, lembra a professora Kate Bowler, da Universidade Duke.

Os dados levantados pela LifeWay mostram que 70% dos evangélicos discordam da ideia que é preciso fazer algo para Deus para receber bênçãos materiais e 57% não acreditam que o “retorno” de Deus depende do quanto alguém doa para a igreja.

Diferença denominacional

A percepção sobre o desejo divino de prosperar os cristãos varia muito dependendo da denominação. Os que mais concordam com essa relação de causa e efeito são os pentecostais (80%), seguidos pelos batistas (74%). Na sequência aparecem os “não denominacionais” (67%) e os metodistas (65%). Os luteranos (49%) são os que menos concordam.

Quanto mais as pessoas vão à igreja, maior é a probabilidade de pensarem que Deus deseja prosperá-los. Entre os que frequentam pelo menos uma vez por semana, 71% concordam com isso, mas o índice cai para 56% para aqueles que vão à igreja uma ou duas vezes por mês.

Um estudo anterior da LifeWay sobre as visões teológicas americanas encontrou resultados semelhantes. No levantamento de 2016, 1 em cada 4 americanos dizia acreditar que “Deus sempre recompensará a fé verdadeira com bênçãos materiais”. Com informações Christianity Today



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!