MENU

Malafaia critica Bolsonaro por não convidar Magno Malta para ministério

Senador emite nota: "Meu ideal era mudar a política no país".


Jair Bolsonaro e Silas Malafaia
Silas Malafaia e Jair Bolsonaro em culto da AD Vitória em Cristo. (Foto: Reprodução / Youtube)

O anúncio do deputado Osmar Terra (MDB/RS) como titular do Ministério da Cidadania e Ação Social, nesta quarta-feira (28), parece ter colocado fim nas expectativas do senador Magno Malta (PR/ES) de ser ministro do governo de Jair Bolsonaro.

Ele vinha sendo apontado como preferido para a pasta, mas nas últimas horas foram especulados outros nomes, como o de Marco Feliciano (Pode/SP). A escolha desagradou o pastor Silas Malafaia, que tentava emplacar o nome de Malta.

Leia mais

Malafaia chegou a responsabilizar Bolsonaro pela derrota do senador capixaba nestas eleições.

“A única pessoa que pode responder por que o Magno não foi confirmado é o próprio presidente. Para mim, Bolsonaro disse três vezes que estava pensando em colocar o Magno no Ministério da Cidadania. Apoio integralmente o Bolsonaro, mas não vou concordar 100% com as ações dele. A unanimidade é burra.  Malta não, perdeu a eleição porque fez campanha para Bolsonaro”, disparou o líder do ministério Vitória em Cristo.

Convidado no início do ano para ser vice na chapa do capitão, Malta declinou e disse que tentaria a reeleição. Desde que apareceu orando com o presidente eleito em frente à sua casa após a divulgação oficial dos resultados do segundo turno, o senador evangélico era tido como nome certo na composição do ministério.

Em um vídeo gravado logo após o fim do segundo turno, Bolsonaro agradece a Deus por ter colocado Magno na sua “vida” e faz uma promessa: “Ele estará comigo sim no Palácio do Planalto. Afinal de contas, é um grande homem e um grande valor.”

Por sua vez, Magno Malta emitiu uma nota oficial na noite desta quarta, onde afirma: “Eu tenho certeza que participei de uma luta grandiosa para libertar o Brasil do viés ideológico. Meu ideal era mudar a política no país e foi a vitória mais importante. Quem escolhe o ministério é o presidente, que tem meu apoio e desejo boa sorte para o Ministro Osmar Terra e para o novo governo. Deus acima de todos”.



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!