MENU

Malafaia chama carta de Haddad a evangélicos de farsa

Pastor lembra que esteve em audiências públicas em Brasília e acompanhou de perto a ação do PT


Reprodução Youtube

Após Fernando Haddad (PT) divulgar de uma “carta aos evangélicos” no encontro que teve com pastores em São Paulo nesta quarta-feira (17), Silas Malafaia reagiu de forma contundente em um vídeo divulgado em suas redes sociais.

Chamando de “farsa” a reunião, minimizou a importância das lideranças presentes. “Não representam 1% dos evangélicos do Brasil”, garante.

Leia mais

“O dito pastor que organizou isso comeu milhões na mão do PT, tanto no governo de Dilma quanto de Lula. Tem moral para isso? É vendido!”, disparou. Embora não tenha citado nominalmente, referia-se a Ariovaldo Ramos. A relação ficou clara quando Malafaia lembrou que ele esteve no ato ecumênico em São Bernardo do Campo horas antes da prisão do ex-presidente. Desde 2016, Ramos lidera a “Frente de evangélicos pelo estado de direito”, que se opunha ao impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Em seguida, o líder do ministério Vitória em Cristo, destacou que Haddad “é comunista” e a maior prova disso seriam suas teses. O candidato do PT é autor de obras como “Em defesa do Socialismo” e “Trabalho e linguagem: para a renovação no socialismo”.

Malafia lembrou que participou de todas as audiências públicas sobre “questões sociais” no Congresso Nacional. Passou então a listar as ações do Partido dos Trabalhadores que vão contra os valores defendidos pelos cristãos.  Isso inclui o ensino da “ideologia de gênero”, incluindo o chamado “kit gay” produzido enquanto Haddad era ministro da Educação.

“É do PT e do PSOL o projeto de lei 5002/13 onde uma criança pode mudar de sexo sem a autorização dos pais”, destacou. O pastor lembrou também de ações dos petistas em tentativas de legalizar o aborto no país.

Na carta divulgada hoje, o presidenciável petista declarou: “Nenhum dos nossos governos encaminhou ao Congresso leis inexistentes pelas quais nos atacam: a legalização do aborto, o kit gay, a taxação de templos, a proibição de culto público, a escolha de sexo pelas crianças e outras propostas pelas quais nos acusam desde 1989″.

“Você é o autor do kit gay, não dá pra esconder… Você representa o maior esquema de corrupção da história política do Brasil… Você é pau mandado e fantoche de Lula, chega!”, encerrou.

Assista!



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!