Malafaia diz que “esquerdopatas” não tem moral pra pedir “Fora Temer”

Pastor chamou militantes de esquerda de “cínicos, dissimulados e inescrupulosos”.


Malafaia diz que "esquerdopatas" não tem moral pra pedir "Fora Temer"

Através das redes sociais, o pastor Silas Malafaia se pronunciou diversas vezes sobre a situação política do país desde que as novas denúncias de corrupção contra o presidente Michel Temer vieram à tona.

O líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo gravou um vídeo e escreve vários tweets sobre o tema do momento. Como sempre, não teve papas na língua e fez cobranças duras.

Primeiramente, criticou o senador Aécio Neves pela falta de transparência, uma vez que afirmou se tratar de um empréstimo de dois milhões de reais, mesmo a Polícia Federal tendo acesso a gravações e vídeos mostrando que se trata de dinheiro de propina vindo da JBS.


  Professor ensina a cantar afinado em 61 dias


Logo depois falou sobre o presidente, questionando também sua postura diante das acusações. “É renúncia ou impeachment”, anunciou Malafaia, que tinha um encontro marcado com o presidente nesta quinta-feira, mas cancelou após as denúncias.

Por várias vezes, alertou contra as ações dos militantes de esquerda no Brasil, chamados por ele de “cínicos, dissimulados e inescrupulosos”.

Na opinião do líder religioso, PT, PCdoB, PSOL e REDE “não tem moral para pedir renúncia de ninguém, por que defenderam Dilma e Lula”. Por outro lado, lembrou que muitos dos deputados ligados a estas siglas continuam defendendo o ex-presidente Lula que tem dado declarações que contrariam os levantamentos da Lava Jato e dos testemunhos dos delatores.

“Se caso for o melhor caminho, após renúncia ou impeachment de Temer, a PEC deve dizer que qualquer um que a justiça já abriu inquérito por corrupção não pode ser candidato”, destacou Silas, numa menção clara sobre a possibilidade de Lula concorrer numa eventual eleição direta. Ele acredita que os petistas que defendem “Lula e Dilma” agora não poderiam pedir “Fora, Temer”

Finalizou dizendo: “Minha oração é que Deus livre o Brasil do caos. Que Deus nos dê saídas e tempos de prosperidades”.

Tuitaço

Através do Twitter, Malafaia emitiu uma série de opiniões, repetindo muitos dos argumentos do vídeo. Diante da lembrança de muitos internautas que o pastor apoiou no passado vários políticos que hoje estão presos ou são acusados na Lava Jato, disparou: “Nunca fui covarde e omisso. Só quem se posiciona corre o risco de errar, e ter, o privilégio de acertar. Por isso cheguei aonde estou”.

Além de abordar questões políticas, ele repetiu que tem fé numa mudança: “o Brasil é maior que tudo isso. Em nome de Jesus Cristo, vamos superar tudo isso”.

Através de seu perfil, ele promoveu um twitaço com a hashtag #OrandoPeloBrasil, reforçando seus pedidos que os cristãos do país fizessem uma campanha de intercessão pela pátria.




Deixe seu comentário!