MENU

Marco Feliciano diz que Pabllo Vittar é “um perigo para o Brasil”

“Se ele fosse candidato, explodiria de votos e traria mais um monte de gente com o pensamento dele”, avalia. 


Marco Feliciano
Marco Feliciano no SuperPop. (Foto: Reprodução / Rede TV)

Entrevistado pelo programa Superpop da RedeTV!, o deputado federal Marco Feliciano (Pode/SP) respondeu a uma série de perguntas durante o quadro “Máquina da Verdade”, onde todas as suas colocações passaram por um detector de mentiras.

Entre vários assuntos, ele deu uma declaração que acabou ganhando mais repercussão que as outras. Na opinião do parlamentar, o sucesso de Pabllo Vittar é um perigo para o Brasil. “Para o contexto político sim. Porque ele representa o movimento [LGBT] e esse movimento tem crescido e como lá em Brasília já tem os defensores desse movimento, houve uma especulação de que ele seria candidato. Se ele fosse candidato, explodiria de votos e traria mais um monte de gente com o pensamento dele”, avalia.

Leia mais

Várias das polêmicas antigas envolvendo o nome de Feliciano foram retomadas pela apresentadora Luciana Gimenez. Indagado sobre o projeto rotulado pela imprensa de “cura gay”, ele foi enfático: “Não existe cura para aquilo que não é doença”

Acrescentou ainda que “a homossexualidade é um fenômeno do comportamento, é o que tem que ser estudado, não por religião.” A apresentadora perguntou então sobre o que ele faria se uma das três filhas se descobrisse homossexual, ao que Feliciano garantiu: “Abraçaria de todo o coração”.

O pastor revelou que a política, em sua vida, foi “um acidente de percurso”, porque, a exemplo de muitos líderes religiosos sempre pregou contra. Contudo, acabou percebendo que são necessários no Congresso homens que defendam os valores judaico-cristãos que são a base de nossa sociedade. Por isso, ele colocou seu nome à disposição e este ano irá concorrer pela terceira vez ao cargo de deputado federal.

No final, outra declaração forte do pastor foi rebatendo aqueles que o criticam por colecionar bonecos de ação: “Temos extremistas na igreja também e quando ele lê que a Bíblia diz pra não fazer imagem de escultura, ele esquece que é pra fazer imagem de escultura para adorar. Eu não adoro meus bonecos”.

Assista:



Assuntos: , ,


Deixe seu comentário!

Mais notícias