Lutador neozolandês agradece a Jesus após vitória no UFC

Evangélico, Mark Hunt recuperou-se de duas derrotas ao vencer o brasileiro Pezão.


Mark Hunt agradece a Jesus após vitória no UFC

Aconteceu nesta madrugada o UFC 193, realizado em Melbourne, Austrália, que ficará marcado na história pelo fim do reinado da americana Ronda Rousey foi derrotada por nocaute pela também americana Holly Holm.

Outro protagonista da noite foi Mark Hunt, lutador neozolandês de 41 anos, que deu a volta por cima na carreira e voltou a vencer, depois de duas derrotas. Logo em cima do brasileiro Antônio “Pezão”, que agora soma três reveses em quatro lutas.

O combate foi uma revanche. Em 2013, Hunt e Pezão haviam empatado em luta realizada também na Austrália. Dessa vez, o gordinho neozolandês não deixou o resultado para os juízes e nocauteou o brasileiro.
Ao fim da luta, no microfone de Joe Rogan, antes mesmo de agradecer aos seus treinadores e familiares, Hunt agradeceu a Jesus. O lutador é evangélico e encontrou na religião uma tábua de salvação em sua carreira.

Quando chegou ao UFC, em 2010, o lutador estava com um cartel negativo – cinco vitórias e seis derrotas, sendo cinco consecutivas. E logo na primeira luta no maior evento do mundo, outro revés. Tudo parecia perdido para ele, que naquela altura, não levava sua carreira muita a sério:

“Houve uma época em que eu não me cuidava. Eu ainda bebia e fumava, e me questionava se eu ainda deveria continuar a lutar. Mas, embora eu não tivesse essa certeza, eu ainda me sentia o melhor lutador do mundo, mesmo meu cartel não mostrando isso.”

Mas depois de perder seis vezes seguidas, algo ainda mais doloroso se você é um ex-campeão do K-1 e lutador renomado, Hunt conseguiu uma improvável reviravolta em sua carreira chegando ao posto de desafiante ao título dos pesados, em 2014. Perdeu a luta, mas seguiu como top da divisão, segundo o blog Sexto Round.

O que o fez mudar? Em suas palavras: “Basicamente, eu deixei Deus tomar o controle da minha vida. E ele me mudou de dentro pra fora.”




Deixe seu comentário!