MENU

Cresce a perseguição de islâmicos a cristãos em Moçambique

Nas últimas semanas, jihadistas queimaram 230 casas e decapitaram 23 cristãos, incluindo crianças.


Moçambicanos fugindo da perseguição
Mais de 10.000 pessoas fugiram do conflito em Moçambique para se refugiarem no Malawi. (Foto: Justin Pearce)

Os missionários Rolland e Heidi Baker, conhecidos pelo trabalho do ministério Iris Global na África, estão fazendo um apelo para que os cristãos de todo o mundo orem pela situação em Moçambique.

Mike Bickle, da Casa Internacional de Oração (IHOP), também está pedindo um clamor mundial pela “grande crise” no país africano.

Através das redes sociais, esses e outros líderes cristãos estão relatando que o massacre de cristãos na região fugiu do controle do governo. Um vídeo de Heidi Baker sobre o assunto passou a circular no sábado, mas foi retirado do Facebook.

Leia mais

As informações passadas por eles dão conta que jihadistas estão atacando cristãos no interior de Moçambique, “decapitando pessoas e queimando aldeias”. Desde o mês passado, há relatos de uma onda de terror causada por islâmicos.

A sede do ministério Iris Global em Pemba teme que seja o próximo alvo dos terroristas, já que algumas aldeias da área foram atacadas nos últimos dias e “muitas pessoas foram mortas”, revela o casal Baker. Atualmente, há 250 estudantes na escola que eles mantêm ali.

Seu desejo é evacuar o local e levar todos para Johannesburg, na África do Sul, nos próximos dias. Porém, ela afirma que as estradas foram fechadas pelos militares como “medida de segurança”, para impedir que mais terroristas entrem. O problema é que ninguém sabe quantos desses jihadistas estão nas matas e os moradores não conseguem sair da região.

Segundo o canal local News24, nas últimas três semanas os soldados do grupo extremista que se denomina Al-Shabbab, queimaram 230 casas e decapitaram 23 cristãos, incluindo crianças. O governo dos Estados Unidos emitiu um alerta, pedindo que seus cidadãos que moram na região norte de Moçambique saiam de lá, pois não pode garantir a sua segurança.

Em sua página no Facebook, Heidi Baker postou no sábado (9): “Mesmo em meio às dificuldades, continuamos a nos esforçar para pregar o evangelho. Ontem, fomos encorajar uma de nossas igrejas locais e finalizamos a compra de terras para construir uma nova igreja/escola/ponto de captação de água! Passamos o dia adorando e clamando para ver a ação de Deus no norte de Moçambique. Obrigado a todos que podem orar conosco!”. Com informações Charisma News



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!