MENU

Megaigreja transforma templo em hospital para cuidar de atingidos por furacão

Pastor comemora a iniciativa: “a Igreja sendo Igreja”


Leitos colocados na C3 Church
Leitos colocados na C3 Church. (Foto: Reprodução / Facebook)

O furacão “Florence” atingiu a Carolina do Norte este mês, deixando um rastro de destruição e morte. Embora a maioria dos cerca de um milhão de cidadãos que foram deslocados por causa da catástrofe natural já voltaram para suas casas, muitos ainda não podem fazer isso.

Os abrigos do estado ainda estão lotados. Devido ao aumento no número de pessoas precisando de leitos nos hospitais na região de Raleigh, a megaigreja C3 cedeu parte de seu templo para ser usado como um centro médico hospitalar.

Leia mais

Membros da Igreja C3 (Christian City Church) se uniram aos missionários que já fazem um trabalho de apoio às vítimas do furacão e oferecem cuidado material, além do espiritual.

O pastor Matt Fry explica que desejava ver sua igreja sendo proativa em sua resposta ao furacão Florence, já que seus efeitos devastadores eram previstos há bastante tempo. Por isso, aviou as autoridades locais que estava oferecendo o templo para ser usada como abrigo.

“Uma coisa levou a outra … até agora, quando temos um hospital funcionando aqui”, disse Fry. “Nós já estávamos prontos antes mesmo de a tempestade tocar o solo”. O uso dos leitos varia, dependendo da necessidade, podendo chegar a 75.

Graças a uma parceria com o Serviço de Saúde Pública dos EUA, a igreja conta com uma equipe de 72 profissionais médicos liderados por Keren Hilger, que veio do Alasca. Há uma equipe de voluntários da igreja de “plantão” no local o dia inteiro.

O templo também está servindo como depósito de mantimentos que são oferecidos à população que busca ajuda. Hollie Benson, que lidera interinamente o trabalho do Serviço de Saúde Pública, explica que há um diferencial no que está sendo feito no local.

“Vemos gente cantando com os pacientes, servindo água para quem tem sede. Algumas voluntárias estão pintando unhas ou cuidando do cabelo… É algo totalmente diferente do que faz uma enfermeira, um farmacêutico ou um dentista. Então, vermos os pacientes alegres com o cuidado que damos para ajudá-los enquanto estiverem aqui é realmente a melhor coisa”, destaca.

Igreja sendo Igreja

Ainda existem muitas áreas sem eletricidade, o que impede que todas as famílias voltem para casa. Outras precisam restaurar seus lares, que foram afetados pelos fortes ventos e as inundações. O pastor Fry comemora a oportunidade não só de servir a quem precisa, mas também de realizar estudos bíblicos e orar por cada pessoa que está vivendo no templo nestes dias.

“É inacreditável. Começamos com uma missão que oferecia ajuda aos que precisam. Antes do furacão chegar, nossa igreja já tinha se transformado em um hospital. Agora, veja o que aconteceu conosco, com os pacientes e a equipe médica, nós nos tornamos uma família “, testemunha. “Então, nós realmente nos importamos um com o outro. Já havia uma equipe que foi enviada para uma área que precisava de mais ajuda. Nós oramos por eles e ficamos um pouco emocionados porque iríamos sentir falta deles.” nós nos tornamos família “.

Jeff Kapusta da Igreja Lifepoint, na cidade vizinha de Wilmington, agradece o apoio recebido. “Devido à sua igreja, sua generosidade e seus suprimentos, conseguimos atender às demandas de nossa comunidade. Graças a uma parceria, a C3 nos ajudou a fornecer mais 2.000 refeições por dia para vizinhos, voluntários e socorristas… Se não fosse a Igreja sendo Igreja, nós não poderíamos trazer a esperança de Jesus para esta comunidade da maneira como fizemos.” Com informações Christian Post



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!