MENU

Milhares se reúnem para declarar que a África pertence a Jesus

Missão Brasileira participou da marcha em comemoração ao Dia da África


Marcha foi em comemoração ao Dia da África (4)
Marcha foi em comemoração ao Dia da África.

Quase 12 mil pessoas se reuniram em Guiné-Bissau, no último sábado, dia 19, para declarar que a África pertence a Jesus. Uma grande marcha foi realizada pela Aliança Evangélica e pelo Conselho Nacional das Igrejas Evangélicas de Guiné para comemorar o Dia da África, data que recorda a luta pela independência do continente africano.

Os missionários brasileiros enviados pela Assembleia de Deus do Colubandê, do Rio de janeiro, pastor Emerson Medeiros e Nívia Caetano, estiveram presentes no evento.

“Várias igrejas evangélicas, agências missionárias e missionários nacionais participaram. Tudo correu bem, Deus abençoou tremendamente”, conta o pastor Emerson.

“A marcha se iniciou em 1994, com um grupo de dez igrejas que comemorava o dia da África e a partir dali surgiu a ideia do povo sair às ruas e mostrar o amor de Deus para a nação de Guiné-Bissau. Depois disso virou uma tradição e acontece todos os anos”, revela.

Marcha foi em comemoração ao Dia da África.
Marcha foi em comemoração ao Dia da África.

O evento teve um apelo espiritual forte. O país é formado principalmente por muçulmanos que estão no período do ramadã. A liderança do evento fez pausas estratégicas para falar do amor de Deus e para orar pelo continente.

“Estamos em pleno ramadã, muitos estão jejuando e nós ali oramos para que Deus tirasse a cegueira espiritual que cobre essa nação. Foi mundo lindo ver o agir de Deus. Foi gratificante ver como a igreja em Guiné-Bissau está crescendo, nós cremos que esse número vai aumentar ainda mais”, afirmou o pastor.

Menos de 2% da população se declara cristã. O trabalho missionário desenvolvido no país além de evangelizar e discipular, ainda atende centenas de crianças em situação de extrema pobreza.

Dia da África

O Dia da África comemora-se anualmente no dia 25 de maio. Este dia reconta a luta pela independência do continente, contra a colonização europeia e contra o regime do Apartheid. A data simboliza o desejo de um continente mais unido, organizado, desenvolvido e livre.

Em 25 de maio de 1963 foi criada a Organização de Unidade Africana (OUA), com o objetivo de defender e emancipar o continente africano. Em 1972, a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu o dia 25 de maio como o Dia da África ou o Dia da Libertação da África. Em 2002 a OUA foi substituída pela União Africana (UA), mas a celebração se mantém até os dias de hoje.



Assuntos: ,


Deixe seu comentário!


Mais notícias