Milhões se convertem no Irã após assistir programas de TV via satélite  

Especialistas acreditam que igreja iraniana é a que mais cresce no mundo


Milhões se convertem no Irã após assistir programas de TV

Quem viu pela televisão as imagens dos protestos no Irã nas últimas semanas talvez não entendeu tudo o que está acontecendo. Pelo menos 21 pessoas morreram em confrontos com a polícia e mais de 1000 foram presos. As agências de notícias falaram muito sobre as manifestações serem por questões econômicas e contra decisões do governo.

Contudo, em grande parte a questão religiosa foi ignorada. Vídeos compartilhados nas redes sociais mostravam que as pessoas estão fartas da teocracia islâmica.

O missionário Mike Ansari diz que a turbulência política está criando oportunidades únicas para compartilhar o amor de Cristo. Ele é presidente dos Ministérios Heart4Iran [Coração pelo Irã], que trabalha junto a 86 ministérios diferentes, com o objetivo de servir e abençoar o povo do Irã.

Ele diz que grande parte do que está realmente acontecendo dentro da nação islâmica não é vista pelo mundo por causa da censura à internet. “Deus está trabalhando no Irã”, declarou Ansari. “Jesus está edificando sua igreja, o Espírito Santo está transformando vidas e o evangelho se espalhando”, explica.

O Heart4Iran é responsável pelo canal Mohabat, que em 2006 tornou-se o primeiro a transmitir 24 horas de programação evangelística em farsi, língua falada no Irã. Hoje, existem outros três canais de televisão por satélite que transmitem programação cristã para o Irã.

“Essas transmissões de TV desempenharam um papel vital no sucesso do movimento subterrâneo da igreja doméstica”, explica Ansari.

Recentemente, 20 iranianos, muitos dos quais aceitaram Cristo após assistirem programas da Mohabat, viajaram para um local não revelado para serem batizados.

Para o experiente missionário, as igrejas domésticas do Irã estão vivendo um crescimento explosivo, assim como milhares de habitantes do Oriente Médio que estão abandonando o Islã para seguir a Jesus.

“De acordo com a Missão Mundial, a igreja subterrânea do Irã é uma das igrejas de crescimento mais rápido do mundo”, aponta Ansari, que completa: “A maioria dos líderes cristãos iranianos acreditam que o movimento das igrejas em casa é que sustenta o cristianismo dentro deste país”.

O repórter George Thomas, da CBN, entrevistou Mike Ansari recentemente, o missionário disse que um dos motivos para o crescimento do cristianismo no Irã é por que o povo está desiludido com o islamismo e eles estão procurando respostas para o sentido da vida. “Eles estão procurando por novas respostas, não estão satisfeitos com sua condição espiritual. Além disso, parece que um grande número deles está realmente tendo sonhos e visões sobre um homem brilhante, vestido de branco, muito antes de nós começarmos a lhes falar sobre Jesus”.

Ansari diz que após quase 40 anos do regime islâmico, “o iraniano médio está percebendo que o islamismo está falido e o Islã não consegue dar as respostas para os dilemas com os quais eles estão lidando, em especial os mais jovens”.

Enfatizou também que “cerca de 16 milhões de iranianos nos últimos 12 meses viram um ou mais dos nossos programas na televisão por satélite e também em seus dispositivos móveis (celulares e tablets). Isso significa aproximadamente 20% da população do Irã e esse é um número irresistível. Nos últimos 11 anos, desde que lançamos nosso canal para o Irã, tivemos um aumento de mais de 400% na audiência o que, para nós, foi absolutamente fenomenal”.

Encerrou dizendo que o canal de TV tem um call center, para onde as pessoas podem ligar gratuitamente para saber mais sobre Jesus. Segundo os registros, são em média 700 contatos por dia. Todos recebem uma oportunidade de aceitar a Jesus, o que lhes permitiu computar 3 decisões a cada hora de agora ex-muçulmanos.




Deixe seu comentário!