MENU

Ministério incentiva uso de Libras nas igrejas

Com dez anos de experiência, Gesiel e Kérima Santana lideram o Libras A2


Gesiel e Kérima Santana
Gesiel e Kérima Santana dando dicas sobre Libras. (Foto: Reprodução / Youtube)

Muitas igrejas têm despertado para o ministério com surdos em todo o Brasil. É comum, durante as pregações dos tele-evangelistas mais conhecidos, aquele quadro no canto da tela com alguém traduzindo o culto em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais) especialmente para aqueles que sofrem de alguma deficiência auditiva, mas que mesmo assim também precisam ouvir a palavra de Deus.

Apesar da admiração que todos tem pelo trabalho, de acordo com a Assenos (Associação Evangélica Nacional de Obreiros com Surdos) em apenas cerca de 200 igrejas esse trabalho de evangelização e discipulado é efetivamente realizado em todo o país. Número pequeno para uma população de 9,7 milhões de pessoas, segundo informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgadas no Censo de 2010.

E foi pensando na falta de gente qualificada para lidar com um grupo tão especial de pessoas que o casal Gesiel e Kérima Santana, moradores de Ribeirão Preto (SP) e especialistas há mais de dez anos no Ministério com Surdos, desenvolveu o Libras A2, uma plataforma on line para oferecer cursos para o maior número de pessoas possível mesmo para quem não tem a disponibilidade de frequentar um curso presencial.

“Nós percebemos que a demanda começou a aumentar tanto dentro como fora da Igreja. Mas a dificuldade maior estava na distância e o horário. As aulas presenciais acontecem geralmente em locais muito longe para muitos e as turmas eram oferecidas em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba, Belo Horizonte e outras capitais, geralmente em eventos distantes para boa parte dos brasileiros”, explicou Gesiel Santana.

E não foi somente na igreja local que o belo trabalho de Gesiel e Kémera vem se destacando. O deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) destacou em seus perfis nas redes sociais, a atuação do casal à frente da Libras A2. “Esse final de semana eu fui extremamente tocado na Igreja Assembleia de Deus de Ribeirão Preto com o pastor Jairo Santana. Eu encontrei ali naquela igreja uma figura que raramente a gente encontra, que é o intérprete em Libras, a pessoa que tem o dom de transformar o som da minha voz em palavras para as pessoas com deficiência auditiva, os surdos. (…) O surdo também precisa ter acesso à palavra de Deus. É claro que eu creio na cura, mas enquanto a cura não vem, que ele ouça a palavra de Deus através de Libras. Precisa entender o que está sendo ministrado nas igrejas”, afirmou Marco Feliciano

Confira três super dicas para o trabalho com surdos em sua igreja!

Ainda de acordo com os organizadores do Libras A2, não basta ter boa vontade e aprender o alfabeto na língua de sinais. “É necessário construir um departamento com diversos cargos e atribuições, materiais adaptados de uma maneira bem visual e criativa além do preparo de estratégias para evangelizar um surdo de maneira mais visual possível. Toda uma estrutura é necessária e isso é o que estaremos oferecendo em nosso curso”.

Os esforços em ensinar a comunidade local a trabalhar com deficientes auditivos não ficam restritos a uma minoria, mas toda a congregação deve se preparar e ajudar mesmo aqueles que não estão aptos a se comunicar diretamente com o público a ser alcançado.

Atividades como aquele membro que tem carro e disponibilidade em buscar e levar as pessoas para os cultos e reuniões, a secretária responsável pelo cadastramento dos surdos para um maior controle e até mesmo as sempre presente e amorosas irmãs da cozinha, no preparo de alimentos durante eventos e congressos.

Atividades que para Gesiel demandam o empenho e compreensão de todos em projeto que une toda a comunidade. “Toda a Igreja vai precisar abraçar esse ministério. O que é algo fantástico pois engloba todo o corpo”, revelou.

Os frutos já começam a ser colhidos pelos idealizadores da Libras A2 com uma boa procura de pessoas interessadas principalmente em São Paulo e no Rio Grande do Sul. E mesmo sendo pela internet, Gesiel e Kérima também oferecem uma consultoria presencial para a instituição interessada em iniciar esse trabalho. “A igreja vai fazer o curso e preparar algumas pessoas e nós vamos presencialmente depois preparar um culto, montar um esquema de evangelização nos arredores e vamos dar uma tutoria nesse sentido para um conhecimento bem mais amplo específico e não apenas um simples curso de Libras”, concluiu.

Assista o louvor “Tem tudo a ver com Ele” acessível em Libras, com Kérima Santana!

Saiba mais em www.librasa2.com.br




Deixe seu comentário!