MENU

Morre o pastor Antonio Gilberto, aos 91 anos

Pastor era referência na área do ensino pentecostal


Antonio Gilberto
Pastor Antonio Gilberto.

O pastor Antonio Gilberto da Silva era considerado um dos maiores nomes da teologia pentecostal no país. A família anuncia que ele faleceu nesta segunda-feira (30), aos 91 anos, em sua casa, no Rio de Janeiro.

Além de teólogo foi educador, jornalista e autor de vários livros de sucesso. Dentro das Assembleias de Deus, sua denominação, era visto como uma referência na área de Escola Bíblica Dominical.

O motivo de sua morte não foi divulgado.

Leia mais

Vários líderes pentecostais usaram as redes sociais para prestarem homenagens.

O deputado Victório Galli (PSL/MT) emitiu uma nota de pesar: “Já estamos com saudades desse homem que foi e é patrimônio moral das Assembleias de Deus. Além disso, nos deixou um grande legado para a literatura bíblica evangélica no Brasil”. Revelou ainda que Antonio Gilberto “foi um dos maiores incentivadores para que, hoje, estivesse na política. Ele defendeu que cristãos devessem se envolver com a política para defender o cristianismo, seus fundamentos, princípios e valores”.

Silas Malafaia gravou um breve vídeo em homenagem a Antonio, a quem chamou de “gigante da fé” e “uma referência na teologia pentecostal do Brasil”.

O pastor Ciro Sanchez Zibordi usou as redes sociais para dizer: “Meu pai, meu mestre, meu pastor, meu amigo. O maior erudito que conheci, a despeito de ele nunca se dar a conhecer como tal. Já está com o Senhor Jesus o inesquecível pastor Antonio Gilberto, um ícone da Assembleia de Deus. Deixou um grande legado”.

O pastor Geremias Couto também lamentou a morte do amigo: “Com profundo pesar, acabo de tomar conhecimento da passagem do pastor Antonio Gilberto. Mas também com júbilo por ter ele adentrado os portões celestiais… Sofro profundamente com a perda e pelo que ele representou para a AD, a igreja em geral e para a minha família em particular”.



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!

Mais notícias