Muçulmanos acusam pastor de queimar alcorão e atacam seminário presbiteriano

4/05/2011 - 14:59

Muçulmanos acusam pastor de queimar alcorão e atacam seminário presbiteriano

Pastor presbiteriano é preso no Paquistão com acusações de queimar o Alcorão


Um grupo de muçulmanos atacou um seminário presbiteriano em Gujranwala no dia 30 de abril, de acordo com informações recebidas pela agência de notícias International Christian Concern (ICC) o motivo do ataque foi a acusação de que supostamente o pastor Eric Isaac, antigo líder de uma igreja presbiteriana, teria queimado o Alcorão.

Cerca de três mil cristãos que vivem na cidade paquistanesa fugiram da área temendo por suas vidas e o pastor foi preso.

A polícia local conseguiu impedir que a multidão causasse maiores danos às residências e igrejas na área. Cerca de 130 manifestantes foram presos.

No Paquistão é crime, de acordo com a lei de blasfêmia, profanar contra o Alcorão e a punição do descumprimento dessa lei gera prisão perpétua. Se blasfemar contra o profeta islâmico, Maomé, a punição é pena de morte.

Fonte: Gospel Prime

Com informações Portas Abertas



Leia mais...

"Sangue" dos cristãos perseguidos tinge fonte de Roma

Religiosos devem obedecer ao Partido Comunista

Religiosos devem obedecer ao Partido Comunista

Cristãos são forçados a adorar deus hindu

Cristãos são forçados a adorar deus hindu

Terroristas muçulmanos arrasam aldeias cristãs na África

Terroristas muçulmanos arrasam aldeias cristãs na África


Comentários