Mulher retira queixa contra o pastor Marcos Pereira

O Ministério Público vai manter a acusação por acreditar que a mulher tenha sido ameaçada


Mulher retira queixa contra o pastor Marcos Pereira

Durante a audiência realizada nesta semana no Fórum de São João do Meriti, na Baixada Fluminense, uma das mulheres que havia denunciado o pastor Marcos Pereira por estupro resolveu retirar a queixa.

O fundador da Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) está preso desde o dia 8 de maio no presídio de Bangu 2, no Rio de Janeiro, por conta de dois processos de estupro.



Mesmo desistindo da queixa, o Ministério Público manterá a acusação por acreditar que muitas das testemunhas do caso foram coagidas. A justiça acredita que a mulher está sendo ameaçada e por isto teria mudado seu testemunho.

O primeiro dia de audiência aconteceu na segunda-feira (17), foi quando o pastor apareceu pela primeira vez em público desde que fora transferido para a penitenciária. Mais magro e abatido, Marcos Pereira precisou ser retirado da sala a pedido das testemunhas que não quiseram falar em sua presença.

Além das acusações de abuso sexual o líder da ADUD também está sendo acusado de coagir algumas testemunhas. Pessoas próximas de Pereira fizeram algumas ameaças aos primeiros denunciantes e a justiça entendeu que o pastor teria participado dessa tentativa de coação.




Deixe seu comentário!