Netanyahu convida outras nações para reconhecerem Jerusalém como capital de Israel

Filipinas e República Checa são as primeiras a acompanhar os Estados Unidos


Netanyahu convida nações para reconhecerem Jerusalém

Minutos após o presidente Donald Trump anunciar o reconhecimento de Jerusalém como a capital de Israel e a futura mudança de sua embaixada de Tel Aviv, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu divulgou um vídeo oficial, onde convida outras nações para reconhecerem Jerusalém como capital de Israel.

Ele garantiu que não haverá “nenhuma mudança no status dos lugares sagrados”, um dos principais pontos de tensão com os palestinos nos últimos dias. O discurso pode ser lido na íntegra abaixo.

Segundo o jornal The Times of Israel, o presidente das Filipinas Rodrigo Duterte já enviou uma mensagem ao governo de Israel, comunicando que deseja mudar a embaixada do seu país para a capital Jerusalém. Ainda segundo o periódico, outros países estão em negociação para fazer o mesmo nas próximas semanas.

Poucas horas depois do anúncios dos Estados Unidos, a República Checa anunciou oficialmente que reconhece Jerusalém como capital de Israel e que mudará sua embaixada assim que os preparativos necessários estejam prontos.

Prime Minister Benjamin Netanyahu's Response to President Dona…

This is a historic day. Jerusalem has been the capital of the Jewish people for 3,000 years.It's been the capital of Israel for nearly 70 years. It was here that our temples stood, our kings ruled, our prophets preached. Jerusalem has been the focus of our hopes, our dreams, our prayers for three millennia.From every corner of the earth, our people yearned to return to Jerusalem, to touch its golden stones, to walk its hallowed streets.So it's rare to be able to speak of new and genuine milestones in the glorious history of this city. Yet today's pronouncement by President Trump is such an occasion.We're profoundly grateful for the President for his courageous and just decision to recognize Jerusalem as the capital of Israel and to prepare for the opening of the US embassy here. This decision reflects the President's commitment to an ancient but enduring truth, to fulfilling his promises and to advancing peace.The President's decision is an important step towards peace, for there is no peace that doesn't include Jerusalem as the capital of the State of Israel.I call on all countries that seek peace to join the United States in recognizing Jerusalem as Israel's capital and to move their embassies here.I share President Trump's commitment to advancing peace between Israel and all of our neighbors, including the Palestinians. This has been our goal from Israel's first day. And we will continue to work with the President and his team to make that dream of peace come true.I also want to make clear: there will be no change whatsoever to the status quo at the holy sites.Israel will always ensure freedom of worship for Jews, Christians, and Muslims alike.President Trump, thank you for today's historic decision to recognize Jerusalem as Israel's capital. The Jewish people and the Jewish state will be forever grateful.Video: Roi Avraham, GPOSound: Ben Peretz, GPO

Posted by The Prime Minister of Israel on Wednesday, December 6, 2017

Integra do discurso de Netanyahu:
Este é um dia histórico.
Jerusalém é a capital do povo judeu há 3.000 anos.
Tem sido a capital de Israel há quase 70 anos.
Foi aqui que nossos templos se ergueram, nossos reis governaram, nossos profetas pregaram.
Jerusalém tem sido o foco de nossas esperanças, nossos sonhos, nossas orações por três milênios.
De todos os cantos da terra, nosso povo desejava retornar a Jerusalém, tocar suas pedras douradas, caminhar pelas ruas sagradas.
Portanto, é raro poder falar de marcos novos e genuínos na gloriosa história desta cidade.
No entanto, o pronunciamento de hoje do presidente Trump é uma dessas ocasiões.
Estamos profundamente gratos ao presidente por sua decisão corajosa e justa de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel e preparar a abertura da embaixada dos EUA aqui.
Esta decisão reflete o compromisso do presidente com uma verdade antiga, mas duradoura, de cumprir suas promessas e promover a paz.
A decisão do presidente é um passo importante para a paz, pois não há paz que não inclua Jerusalém como a capital do Estado de Israel.
Apelo a todos os países que buscam a paz para se juntarem aos Estados Unidos e reconhecerem Jerusalém como a capital de Israel e a mudar suas embaixadas para cá.
Compartilho o compromisso do presidente Trump com o avanço da paz entre Israel e todos os nossos vizinhos, incluindo os palestinos.
Este foi o nosso objetivo desde o primeiro dia de Israel.
Continuaremos trabalhando com o presidente e sua equipe para tornar realidade esse sonho de paz.
Eu também quero deixar claro: não haverá nenhuma mudança no status dos lugares sagrados.
Israel sempre assegurará a liberdade de culto para judeus, cristãos e muçulmanos.
Presidente Trump, obrigado pela decisão histórica de hoje de reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.
O povo judeu e o Estado judeu lhe serão eternamente gratos.




Deixe seu comentário!