Nigeriano cristão perdoa muçulmanos que mataram sua esposa e ora para que se convertam

Um vizinho da cidade ajudou extremistas a armarem uma emboscada em uma comunidade cristã


Túmulo de Kunam Musa Blak, morta a tiros fora de fora de sua casa no estado de Kaduna Nigéria.
Túmulo de Kunam Musa Blak, morta a tiros fora de fora de sua casa no estado de Kaduna Nigéria.

Em uma das aldeias da Nigéria, muçulmanos tiveram ajuda de vizinhos para armarem uma emboscada em um assentamento cristão deixando uma mulher morta e dois homens feridos. O crime aconteceu no estado de Kaduna no dia 10 de dezembro.

De acordo com o esposo da vítima, Musa Blak, de 60 anos, homens armados cercaram sua casa e escondidos atrás de uma árvore atiraram contra sua esposa e feriram a ele a um primo.



Nessa comunidade, que fica em uma cidade chamada de Kukum Gida, há cerca de 425 pessoas cristãs que frequentavam a Igreja Evangélica Vencendo Tudo (Evangelical Church Winning All) que foi invadida por volta das 11h45. Ao ouvir os latidos dos cachorros o dono da casa, Blak, saiu para ver o que estava acontecendo e viu os invasores.

Eram muitos muçulmanos que rodearam a aldeia com armas a fim de emboscar a todos os moradores, quando sua esposa saiu para saber o que estava acontecendo foi atingida por um tiro e caiu. Ele foi a segunda vítima, mas só teve ferimentos. Um de seus primos também foi baleado e resistiu.

Apesar de assistir sua esposa morrendo sem poder ajudá-la, Blak não condena os assassinos e diz que vai orar pela conversão deles. “Estou orando para que esses muçulmanos que nos atacaram conheçam a Jesus Cristo como seu Salvador. Eu já os perdoei, porque sei que não sabiam o que estavam fazendo, peço aos cristãos que orem por aqueles que nos perseguem, Jesus fez o mesmo lá na cruz”, disse ele.



Traduzido e adaptado por de Notícia Cristiana




Deixe seu comentário!