Marco Feliciano explica sua frase “Nunca me rebaixaria a ser político”

“Fui imaturo e ignorante, porque naquele momento eu vinha em ascensão ministerial e as Assembleias de Deus tinham aversão à política”


Marco Feliciano explica sua frase "Nunca me rebaixaria a ser político"

“Existe ex-político, não ex-pastor” diz o Pastor Marco Feliciano no vídeo em que fala sobre os motivos de sua candidatura e sobre a já famosa frase “Nunca me rebaixarei a ser um político”.

No ano de 2005 em plena ascensão como pregador do Evangelho, Marco Feliciano era um dos convidados para ministrar no 21º Gideões Missionários da Última Hora, congresso este que é realizado na cidade de Camboriú em Santa Catarina pela Assembleia de Deus, que visa arrecadar ajuda financeira para sustentar missionários no Brasil e no Mundo. Neste congresso em umas de suas ministrações soltou a pérola “Nunca me rebaixarei a ser um político”.

Pr. Marco que concedeu entrevista exclusiva ao portal Gospel Prime, falando sobre sua candidatura a Deputado Federal e o que a Igreja no Brasil poderia esperar sobre sua eleição, publicou hoje no youtube, um vídeo retratando a frase dita em sua pregação.


  Professor ensina a cantar afinado em 61 dias


“Eu era um jovem pregador, pregando no maior evento pentecostal do Brasil, eu queria mostrar serviço!”,

“Fui imaturo e ignorante, porque naquele momento eu vinha em ascensão ministerial e as Assembleias de Deus tinham aversão à política”

“Alguém me falou que Billy Graham havia dito isso e eu copiei” diz em seu vídeo.

O Pastor cita homens como Martin Luther King e Jimmy Carter como exemplo de cristãos que foram bem na política, também fala sobre personagens bíblicos como José e Daniel. “Jesus tinha afinidade com políticos, até porque ele foi sepultado na sepultura de José de Arimatéia, senador Romano” diz Ele.

Fala abertamente que sua frase foi um erro, e que causou mais mal do que bem ao povo de Deus no Brasil

Confira o vídeo na integra:

No final do vídeo cita algumas leis como a PLC122, que podem prejudicar as Igrejas no Brasil, e diz que está pronto para defender os interesses da Igreja.

Termina dizendo “Eu não vou calar a minha boca lá dentro, quero ser um voz profética e mostrar que é possível sim, tramitar por Brasilia e não deixar de ser pastor”.

Fonte: Gospel Prime




Deixe seu comentário!