MENU

Orações e louvores diante da caverna onde meninos estão presos na Tailândia

Empresa israelense doou equipamento para comunicação com meninos presos


Crianças cantam em frente a caverna da Tailândia.
Crianças cantam em frente a caverna da Tailândia. (Foto: Reprodução / Twitter)

Os 12 meninos e seu treinador de futebol presos numa caverna na Tailândia estão recebendo a atenção de todo o mundo, enquanto voluntários de vários países se oferecem para ajudar no resgate.

Do lado de fora do complexo de cavernas em Chiang Rai, que se estende por 10 km, formou-se um acampamento barulhento. Além de soldados do exército, estão mergulhadores, espeleólogos, autoridades e dezenas de jornalistas.

De acordo com a BBC, com o atual nível da água, um mergulhador experiente demoraria cerca de 4 horas para se deslocar na água lamacenta, explicam os socorristas. A previsão de mais chuva faz com que se intensifiquem os projetos para retirá-los o quanto antes.

Leia mais

A empresa israelense MaxTech doou um sistema de comunicação de alta tecnologia, que facilita a comunicação em áreas sem sinal de celular. Os equipamentos, se vendidos, custariam mais de U$ 100 mil. É com ele que as equipes de resgate coordenam esforços para a extração.

Yo Sato, que atua como tradutor voluntário, explica que foram dias de angústia, mas “Ver essas crianças vivas apenas muda o humor das pessoas”.

Nesta quarta-feira, os colegas de classe dos jovens presos chegaram até o acampamento para mostrar seu apoio. Mesmo que seus amigos não consigam ouvi-los, eles cantaram: “Acredite em Deus. Só a fé pode mover as montanhas”, um hino baseado em Mateus 17. Outros faziam orações.

Esta manifestação chama a atenção, pois a Tailândia é um país budista, onde os cristãos são menos de 5 por cento da população.

O missionário Ewan McGregor, que trabalha na cidade de Chiang Rai tem oferecido apoio às famílias dos meninos. Ele diz que, “os últimos dias foram de muita oração, com várias famílias cristãs orando pelos meninos e demonstrando solidariedade”. O missionário acredita que teve boas oportunidades para compartilhar o evangelho com os tailandeses quando muitos já estavam sem esperança de encontrar os filhos vivos.

“Agora pedimos que os cristãos orem por um resgate seguro das crianças”, explica.

Assista!




Deixe seu comentário!


Mais notícias