Pais de Sam Alves contam que ele é resposta de oração

“Minha fé é muito importante", afirmou o ganhador do The Voice


Pais de Sam Alves contam que ele é resposta de oração

Desde que sagrou-se vencedor do programa “The Voice Brasil”, o nome de Sam Alves, ganhou notoriedade. Embora não tenha cantado nenhuma canção gospel, a fé evangélica de Sam e sua família é um aspecto muito importante de sua vida.

Luiz e Raquel Alvez, seus pais adotivos, contam que após dois anos de casamento, não conseguiam ter filhos. Raquel tinha problemas para engravidar. Eles iniciaram então uma campanha de oração na igreja que participavam. Luiz é pastor batista. Ele lembra que “Oramos junto com um grupo de oração. Pedimos que fosse um menino, e decidimos que se chamaria Samuel, como na história da Bíblia”.

Pouco tempo depois, mais especificamente à 1h30m da manhã do dia 5 de junho de 1989, apareceu um bebê recém-nascido em sua vida. Ele fora colocado na porta da casa do casal, em Fortaleza, dentro de uma caixa de papelão. “Quando abri a porta e vi o bebê, tremi todo. Estava muito nervoso e liguei para a polícia porque não sabia o que fazer”, conta o pastor.  “Abri a caixa e o bebê estava lá, quietinho. Ele é um milagre”, relembra a mãe adotiva.


  Realize o Seu Sonho de Tocar Piano sem Sair de Casa. Comece Agora!


Luiz e Raquel decidiram ficar com a criança, enfrentando um processo de adoção que demorou dois anos e meio.

Aos 24 anos, Sam Alves pode se tornar uma grande figura no cenário musical nacional. Ele lembra que a mãe percebeu seu dom quando ele tinha 14.  “Ela me viu cantando no banheiro. Quando saí e fui até a cozinha, minha mãe já me esperava com o som ligado e disse: “Vamos ensaiar”, lembra.

Como Raquel já cantava no louvor da igreja, convidou o filho a fazer o mesmo, ao seu lado. Ele nunca mais parou. Em outubro de 2003, voltou para o Brasil com a mãe para trabalho missionário.  Sam ajudou a construir uma nova igreja em Brasília e cantava durante os cultos sozinho ou acompanhado pela mãe.

Chegou a gravar um álbum independente ao lado da mãe em um estúdio de Brasília. Entre as canções estava a música “You Are Lord” (“Tu és Senhor”). Durante a gravação, Sam escreveu duas músicas adicionais em português que também foram incluídas. O álbum foi gravado ao vivo no dia 6 de dezembro de 2006, na igreja que sua mãe construiu.

Com a vida dividida entre o Brasil e os Estados Unidos, para onde a família mudou quando ele tinha 4 anos, Sam canta tanto em português quanto em inglês.

Por isso, chegou a ser selecionado para fazer uma participação em um show de Michael W. Smith, um dos principais cantores do segmento cristão nos Estados Unidos. Essa apresentação o levou a ser escolhido pelo diretor do Dove Singers para interpretar Jesus em uma turnê musical na região da Nova Inglaterra durante duas semanas que antecederam a Páscoa de 2010.

Em seguida, Sam Alves foi convidado a liderar uma equipe de louvor e adoração para o grupo de jovens de uma grande igreja no centro de Massachusetts e, em poucos meses, tornou-se líder da equipe principal de louvor da igreja.

Contudo, seu grande sonho era ser médico e ele chegou a começar o curso de Medicina na Universidade em Worcester, em Boston. Três anos depois, largou. “Não queria ser cantor, sou tímido. Só tomei mesmo a decisão depois de participar da edição americana do “The Voice” por insistência da minha mãe”, lembra.

Mesmo eliminado na versão americana do programa, ele decidiu continuar tentando. “O principal foi minha mãe acreditar em mim. Eu sou tímido, carinhoso, me apego as pessoas. Minha fé é muito importante”, afirmou após o final do programa.

Ao ganhar o The Voice Brasil, ficou com os 500 mil reais do prêmio e o contrato para gravar um CD. Anunciou que está voltando definitivamente para morar no Brasil. A partir do dia 25 de janeiro começa uma turnê com os finalistas do The Voice, que fará apresentações em diversas capitais. Com informações do jornal Extra.




Deixe seu comentário!