MENU

Papa convoca bispos de todo mundo para discutir escândalos de abuso sexual

Anúncio vem na esteira de uma série de denúncias de pedofilia


Papa Francisco
Papa Francisco. (Foto: Getty)

O papa Francisco tomou uma decisão inédita e convocou os bispos de todas as conferências episcopais do mundo para uma “cúpula” onde deverá ser discutida a prevenção do abuso sexual de clérigos, além da proteção de menores.

Marcada para os dias 21 e 24 de fevereiro de 2018, a reunião sinaliza a percepção, nos níveis mais altos da Igreja, de que o abuso sexual clerical é um problema global e deve ser enfrentado.

O comunicado do Vaticano diz: “O Santo Padre Francisco, depois de ouvir o Conselho dos Cardeais, decidiu convocar uma reunião com os Presidentes das Conferências Episcopais da Igreja Católica sobre o tema da ‘proteção de menores’”.

Leia mais

Diabo acusa bispos

O anúncio foi feito oficialmente nesta quarta-feira (12), em meio a mais uma onda de denúncias nos Estados Unidos sobre o encobrimento da Igreja Católica ao abuso sexual. Recentemente, Francisco foi acusado de ter “reabilitado” um cardeal americano das sanções impostas por Bento XVI após ter molestado e assediado seminaristas adultos.

Ontem, Francisco afirmou durante uma homilia: “Nestes tempos, em que parece que o Grande Acusador [Diabo] tenha se soltado e persegue os bispos. É verdade, existem, todos somos pecadores, nós bispos. Mas, procura desvendar os pecados, para que sejam vistos, para escandalizar as pessoas”.

No final de agosto, o papa Francisco condenou em uma carta “as atrocidades” cometidas por padres na Pensilvânia (EUA), contra mais de 1.000 crianças. A justiça americana recentemente divulgou um extenso relatório onde consta que mais de 300 padres foram acusados de abuso sexual. Também detalha o que seria um esforço “sistemático” por parte dos líderes da Igreja para encobrir os crimes ao longo de mais de 70 anos.



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!