MENU

Paquistão expulsa 18 ONGs humanitárias, muitas cristãs

Saída de agências internacionais prejudicará 11 milhões de pessoas, alertam diplomatas


Imagem: AFP

No ano passado foram agências missionárias, agora o Paquistão está mandando embora 18 agências internacionais de ajuda humanitária. Com isso,  11 milhões de pessoas atendidas por elas ficarão prejudicadas.

Muitas das ONGs afetadas são de base cristã, como a Visão Mundial. O Islã moderado do governo paquistanês está dando espaço a vertentes mais radicais, que ganham força política no país.

Além do aumento da perseguição aos cristãos, o caso de Asia Bibi é sintomático do quanto o extremismo domina o país asiático.

Leia mais

Sem apresentar justificativas, o Ministério do Interior do Paquistão confirmou que rejeitou os apelos de 18 ONGs que pediram autorização para continuar fornecendo serviços de educação e saúde.

“É chocante e inexplicável que o governo tenha decidido privar 11 milhões de seu próprios cidadãos do apoio necessário, sem motivo aparente”, disse um diplomata à Reuters, que pediu para não ser identificado, garantindo que vários outros embaixadores estão chocados.

Vinte e sete ONGs internacionais receberam ordens de expulsão no final do ano passado, mas 18 recorreram. A maioria dos afetados também trabalha com a defesa dos direitos humanos.

As ações do governo esta semana acontecem em meio a queixas de jornalistas paquistaneses sobre a crescente restrição à liberdade de imprensa.



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!