Pastor acusado de 15 estupros é preso pela Polícia em casa

Igreja Quadrangular afastou o líder religioso após denúncias


Wilson Jorge Ferreira
Wilson Jorge Ferreira

Desde que uma mulher invadiu um culto da Igreja do Evangelho Quadrangular, em Belo Horizonte, acusando um pastor de estupro, o assunto vinha circulando nas redes sociais.

Após a denúncia de pelo menos 7 vítimas contra o pastor Wilson Jorge Ferreira, de 51 anos, a Polícia Civil de Minas Gerais deflagrou a Operação Libertação, que levou à prisão, na manhã desta terça-feira (13), de Wilson Jorge Ferreira, 51 anos.

Ele estava em sua casa em Contagem, quando foi detido preventivamente. Também foi cumprido um mandado de busca e apreensão na residência dele, sendo apreendidos diversos aparelhos eletrônicos.

Pastor há 25 anos, ele vinha sendo investigado por diversos abusos sexuais e por estupro de vulnerável. Se confirmadas todas as acusações, o número de vítimas pode chegar a 15, incluindo uma menina de 12 anos. Todas as mulheres frequentavam igrejas lideradas por ele.

A investigação é da Delegacia Especializada de Combate a Violência Sexual de Belo Horizonte.

Wilson ficou conhecido pelo apelido de “Maníaco da Orelha”, pois sempre iniciaria seus assédios lambendo as orelhas das vítimas.

Em nota, a Igreja do Evangelho Quadrangular revela que desde 26 de fevereiro, ele estava afastado das funções, após os crimes terem sido denunciados.

“Quando as acusações vieram a público, a Igreja não tinha conhecimento de tais condutas do pastor. No dia, 26/02/2018, o mesmo foi afastado de suas atribuições de pastor, em caráter preventivo de suas funções ministeriais de acordo com o estatuto da igreja, para que os fatos fossem apurados tanto pela Justiça, e conforme o critério disciplinar interno”, afirma o texto. Com informações de Extra




Deixe seu comentário!