MENU

Pastor alerta para obesidade: “Nosso físico afeta nosso espiritual”

Líder lamenta que as igrejas geralmente não lembram aos membros que isso é um pecado mencionado várias vezes na Bíblia


pastor Shane Idleman
pastor Shane Idleman

Todo início de ano, uma das promessas mais comuns é que as pessoas irão cuidar melhor do corpo. Uma pesquisa divulgada pela BBC mostrou que apenas 10% daqueles que fazem esses tipos de propósito conseguem cumpri-lo.

Os objetivos mais comuns são relacionados com o físico: aproveitar mais a vida (32%), fazer mais exercícios (29%), perder peso (28%), diminuir ou parar de beber (25%) e diminuir ou parar de fumar (24%).

Leia mais

O pastor Shane Idleman, da Igreja Comunhão Cristã de Westside, em Lancaster, Califórnia, chamou atenção em seu sermão no “culto da virada” sobre o inegável vínculo entre a saúde física e a espiritual. Ele exortou os cristãos que tenham uma alimentação mais saudável.

O título da mensagem de Idleman foi “Prisioneiro do apetite: alimentar-se mal é pecado?”. Ele disse que seu desejo é ver os fiéis entendendo que não deveriam se preocupar apenas com sua alma, com o “alimento” que recebem na igreja. Eles deveriam também cuidar com o que colocam para dentro de seus corpos.

O líder religioso diz que “alimentar-se mal” é uma decisão deliberada muitas vezes, pois as pessoas sabem que deveriam cuidar melhor do corpo, mas não o fazem. Sendo assim, descuidam do “templo do Espírito” e posteriormente sofrem com doenças.

“O físico afeta o espiritual”, assevera o pastor, que conclui: “O que mais atrapalha a ação do Espírito Santo em nossas vidas é a desobediência”. Para ele, não há como alguém dizer que Deus não está preocupado com nosso corpo, só com a nossa alma.

O argumento central de Idleman é que os cristãos deveriam “submeterem-se a Deus” e não ao seu ventre, que é comparado na Bíblia a um deus (Filipenses 3.19). O pastor advertiu ainda que “o estilo de vida moderno promove a gula”, lamentando que as igrejas geralmente não lembram aos membros que isso é um pecado mencionado várias vezes na Bíblia (Colossenses 3:5, Gálatas 5:21, 1Pedro 4:3).

Ele disse que optou por falar desse tema logo no início do ano por que, em geral, as pessoas estão pensando sobre esse tema nesta época. Deixou claro que a alimentação saudável deveria ser uma questão mais debatida pelos cristãos. Para ilustrar isso, falou que pessoalmente lutou contra a balança durante muito tempo.

Após passar por um programa de reeducação alimentar, conseguiu perder peso e chegar perto do que seria ideal para seu biótipo. “Quando estamos com excesso de peso é por negligência nessa área”, enfatizou. “E é muito difícil pregar sobre o que você não vive”.

Idleman não é o primeiro pastor a chamar atenção para a questão da alimentação saudável como parte da vida cristã. Anos atrás, Rick Warren lançou uma campanha nacional chamada “Plano de Daniel”, baseado na opção do profeta Daniel, que escolheu uma alimentação saudável ao invés dos alimentos ricos do rei. Com informações de FaithWire



Assuntos: ,


Deixe sua opinião!

Mais notícias