Pastor acha diamante em Serra Leoa que vale mais de R$ 330 milhões

Pedra tem mais de 700 quilates, sendo um dos 10 maiores do mundo


Pastor acha diamante em Serra Leoa que vale milhões

O diamante de 706 quilates encontrado em Serra Leoa esta semana pode entrar para a história como um dos 10 maiores já descobertos no mundo. Ele foi tirado de uma mina na província de Kono, leste do país. Segundo o presidente Ernest Bai Koroma é digno de nota o fato da pedra não ter sido contrabandeada para fora do país.

O garimpeiro responsável pela sua extração, Emmanuel Momoh, também é pastor evangélico. Ele entregou o diamante a um chefe tribal da região, que a levou até o presidente da república.  É a maior pedra preciosa achada no país desde 1972.



Sera Leoa é marcada pelo tráfico dos chamados “diamantes de sangue”, especialmente durante a guerra civil (1991-2002), onde morreram mais de 100 mil pessoas.

Segundo o comunicado, Koroma agradeceu o pastor por não ter feito como a maioria dos garimpeiros e tirado do país a peça. Garantiu ainda que “o processo de comercialização será transparente”.

Esse diamante, após certificado por especialistas, terá seu valor estabelecido. Especialistas disseram ao Daily Mail que ele pode valer £ 50 milhões, cerca de 300 milhões de reais. Não foi divulgado quanto o pastor receberá após a venda.



O maior diamante do mundo é o Cullinan, de 3.106 quilates, encontrado na África do Sul em 1905. Após lapidado, as pedras foram usadas na confecção do cetro real britânico e a coroa imperial, as famosas joias da Coroa Britânica.




Deixe seu comentário!