“Pastor Online” atende 5 mil pessoas por mês que querem cometer suicídio

Atendimento pastoral da Igreja Universal mostra dados alarmantes


"Pastor Online" atende 5 mil pessoas por mês que querem cometer suicídio

No dia 10 de setembro comemora-se o Dia Mundial da Combate ao Suicídio, um tema que deve ser debatido com a sociedade como propõe a campanha “Setembro Amarelo”.

Só no Brasil, a cada 45 minutos uma pessoa se suicida, número preocupante que levanta a questão do que podemos fazer para ajudar essas pessoas.

A Igreja Universal do Reino de Deus mantém o serviço “Pastor Online” que atende, via chat, milhares de pessoas com as mais diferentes necessidades.


  Realize o Seu Sonho de Tocar Piano sem Sair de Casa. Comece Agora!


Segundo o site Universal.org, todos os meses cerca de 5 mil pessoas buscam o serviço relatando a intenção de cometer suicídio.

“Elas dizem não ter mais motivos para viver e, depois de aconselhadas, têm as esperanças reavivadas”, explica o pastor Stanley Vaz, responsável pelo serviço.

Os pastores que atendem essas pessoas ouvem as mais diferentes histórias. O bispo Roberto Mauzer, que é responsável pelos obreiros voluntários da Universal em todo o Brasil, lembra de uma jovem que estava prestes a tomar veneno.

“Lembro-me de uma jovem senhora que estava desesperada com a sua vida. Ao procurar o Pastor Online ela dizia: ‘Estou com um copo de veneno aqui na minha frente para tomar. ’ Depois de desabafar e aceitar os conselhos, a mulher desistiu de atentar contra a própria vida”, relatou o bispo.

O religioso acredita que somente a fé de que Deus pode resolver qualquer situação é capaz de convencer uma pessoa a desistir de tirar sua própria vida.

“Uma palavra pode mudar tudo. Quando uma pessoa dominada pelo desespero entra em contato com o Pastor Online, ela ouve uma palavra de fé. Logo, esses pensamentos de dúvida e desespero são combatidos. Daí acontece o milagre da mudança de pensamento, mudança de ideia, de comportamento”, explica.

Oferecer essa ajuda é muito importante, pois de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), nove em cada dez casos de suicídio poderiam ser prevenidos. Mas para isso a pessoa precisa buscar ajuda com quem está em sua volta.

Durante o mês de setembro, os locais públicos e particulares são identificados com a cor amarela para esclarecer à população como é possível evitar que tantos casos de suicídio continuem acontecendo.

Para ajudar nessa campanha, a Igreja Universal realizou em todos os seus templos o “Dia Universal de Combate ao Suicídio”.

A campanha aconteceu no último domingo (11) mesmo dia em que os voluntários da Força Jovem Universal (FJU) distribuíram folhetos e divulgaram mensagens contra o suicídio, indicando como as pessoas podem conseguir ajuda.




Deixe seu comentário!