MENU

Paulo, Apóstolo de Cristo já foi assistido por mais de 750 mil expectadores

Filme narra a história da Igreja Primitiva a partir da experiência dos apóstolos: Paulo e Lucas


Apóstolo Paulo (James Faulkner). (Foto: Mark Cassar / Divulgação)
Apóstolo Paulo (James Faulkner). (Foto: Mark Cassar / Divulgação)

Em cartaz há mais de um mês, o filme Paulo, Apóstolo de Cristo já foi assistido por mais de 750 mil pessoas em todo o Brasil.

Lançado no início de maio, o longa conta, em 1h e 48 minutos, o testemunho de vida do homem que se transformou de perseguidor a propagador do Evangelho, com uma mensagem transmitida a partir do texto bíblico de Romanos 5:20 “Onde abundou o pecado, transbordou a graça”.

No elenco, estrelas como o ator Jim Caviezel, famoso por protagonizar Jesus no filme “A Paixão de Cristo” e que agora interpreta Lucas nesta bela história sobre amor, graça e misericórdia.

Leia mais

O filme apresenta uma importante reprodução da Igreja Primitiva daquela época e traz belas cenas gravadas em cenários marcantes para a fé cristã como a Ilha de Malta, na Itália. Tudo para reconstituir os detalhes finais da vida de Paulo.

A trama mostra Lucas arriscando a vida para visitar Paulo, que é mantido encarcerado numa prisão romana sob o comando de Nero. Juntos, eles lutam contra um imperador determinado e as fragilidades do espírito humano para viver o Evangelho de Jesus Cristo e levar sua mensagem ao mundo.

Assista ao trailer de “Paulo, Apóstolo de Cristo”!

>Com distribuição pela Sony Pictures, a produção ficou por conta da Affirm Films, estúdio especializado em filmes cristãos. Já a direção e o roteiro foram assinados pelo cristão Andrew Hyatt, sempre com o conteúdo fiel ao observado nas Escrituras.

Badalado desde a sua pré-estreia, no Rio de Janeiro, “Paulo, Apóstolo de Cristo” chamou a atenção de muita gente conhecida na música cristã. Gente de destaque como os evangélicos Aline Barros, Cristina Mel e Anderson Freire ou os católicos Guilherme de Sá e Adriana Arydes entre outros. “Um soco no estômago! Se deparar com aquela realidade foi chocante”, publicou o vocalista do Oficina G3, Mauro Henrique, em seus perfis nas redes sociais.

De acordo com pastor Bruno Gonçalves da igreja Bola de Neve, da Barra da Tijuca (RJ) o filme é mesmo surpreendente. “O longa mostra bem a realidade e contexto histórico que Paulo vivia na época. Mas, o que mais me chamou atenção é ver os versículos que tanto lemos na bíblia nos diálogos entre os personagens. Além, é claro, de perceber nas telonas o desejo e paixão de Paulo pela obra de Deus. Isso nos ensina muito. Edificante!”.



Assuntos:


Deixe sua opinião!