Pesquisa revela que 40% dos evangélicos consomem bebidas alcoólicas nos EUA

Outra pesquisa revela ainda que a maioria dos líderes aceita o consumo como uma "liberdade bíblica"


Pesquisa revela que 40% dos evangélicos consomem bebidas alcoólicas nos EUA

Um estudo realizado nos Estados Unidos mostrou que apesar do que é pregado nas igrejas, dois a cada cinco evangélicos bebem bebidas alcoólicas o que levam a velha questão: os cristão podem ou não beber?

A pesquisa realizada pela Associação Nacional dos Evangélicos com sede em Washington, ouviu representantes de 40 denominações diferentes e o resultado diz que 40% dos líderes evangélicos bebem álcool socialmente.



Ainda de acordo com o resultado a maioria dos líderes que não bebem justifica essa escolha por outros motivos, menos por considerar a prática como um pecado. “Ainda que haja proibição do consumo de álcool moderado nas Escrituras, devido às muitas implicações como um exemplo para família e aqueles que eu sirvo, eu gosto das palavras de Paulo, é melhor não,” disse Gary Benedict, presidente da Aliança Missionária e Cristã (The Christian and Missionary Alliance).

Outro estudo sobre Protestantes nos EUA, que foi publicado pela Revista LifeWay, revelou que 29% dos leigos disseram que as pessoas não devem nunca beber álcool. Uma afirmação concordada por 24% dos pastores seniores. Em contrapartida, 68% dos pastores disseram que o consumo racional do álcool é uma “liberdade bíblica”, mas apenas 54% das pessoas leigas concordaram com essa afirmação.

No Brasil o bispo Edir Macedo, líder da maior igreja neopentecostal do país, assumiu que bebe cerveja e vinho durante uma pregação. As palavras do fundador da Igreja Universal do Reino de Deus causaram espanto nos evangélicos mais conservadores que não admitem tal prática.



Com informações The Christian Post




Deixe seu comentário!