PGR pede ao STF para investigar Feliciano por queixa de abuso sexual

Procurador-Geral poderia ter arquivado o caso, mas pediu abertura de inquérito


PGR pede ao STF para investigar Feliciano por queixa de abuso sexual

A Procuradoria-Geral da República (PGR) deu um novo andamento ao caso das acusações contra o deputado Marco Feliciano (PSC/SP). O procurador Rodrigo Janot solicitou ao Supremo Tribunal Federal a abertura de um inquérito que investigará a queixa de abuso sexual feita pela estudante de jornalismo Patrícia Lélis.

A jovem de 22 anos afirma que Feliciano a agrediu e tentou estuprá-la, em julho, no apartamento funcional ocupado por ele em Brasília. O pedido foi encaminhado à PGR pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher do Distrito Federal.

Como o parlamentar tem foro privilegiado, só pode ser investigado pelo Supremo. Janot tinha a possibilidade de arquivar o caso, se acreditasse que não existiam indícios suficientes para o deputado ser investigado.


  Professor ensina a cantar afinado em 61 dias


Marco Feliciano sempre negou todas as denúncias feitas por Patrícia, afirmando que com o tempo ficará provado que as acusações não passam de “engodo” e “mentira”. Com informações de Folha




Deixe seu comentário!