MENU

Projeto social oferece ajuda a quem vive na prostituição

Voluntários mostram que é possível acreditar em Deus e ter uma vida transformada


Voluntários da IURD
Voluntários da IURD. (Foto: Divulgação)

Mais de 2 mil voluntários do grupo Evangelização Brasil, da Igreja Universal, atuam em grandes centros urbanos, becos e vielas, em busca de pessoas que vivem à margem da sociedade. O objetivo é dizer para os que vivem na prostituição que eles “são amados por Deus”.

De acordo com os dados da Organização das Nações Unidas (ONU), o tráfico de pessoas para exploração sexual movimenta cerca de 9 milhões de dólares em todo o mundo. De acordo com pesquisas recentes, atualmente no Brasil, mais de 1,5 milhões de pessoas tiram seu sustento da prostituição.

Leia mais

O grupo conhecido como EVG Night vai às ruas toda sexta-feira, das 22h às 23h, em locais estratégicos para “oferecer apoio espiritual, físico e social” para garotas e garotos de programa.

Um dos organizadores conta que ao serem abordadas pelos voluntários, essas pessoas são presenteadas com um livro ou uma Bíblia. “Havendo espaço para o diálogo, os voluntários explicam como é possível, por meio da fé, recomeçar de forma diferente”, disse Alexandre.

“Devido às inúmeras situações de dificuldades que passaram, elas perderam a autoestima e, muitas vezes, até a vontade de viver. Por meio desse projeto, os voluntários mostram que vale a pena acreditar que Deus é capaz de transformar a vida delas”, acrescenta.

O grupo conta com a parceria do Projeto Raabe, formado por voluntárias capacitadas, consideradas “conselheiras espirituais”. Advogadas e assistentes sociais também colaboram para o projeto.



Assuntos: , ,


Deixe sua opinião!