Manifestantes protestam seminus em frente a templo da Igreja Universal

O evento protestava contra a violência contra a mulher, a favor do aborto e da liberdade sexual


Manifestantes protestam seminus em frente a templo da IURD

Dezenas de participantes da “Marcha das Vadias” de Florianópolis foram até o templo da Igreja Universal do Reino de Deus protestar contra a forma como a igreja interfere no que chamam de direitos das mulheres se referindo ao aborto e outras causas.

O evento aconteceu no dia 25 de maio, o protesto tem como objetivo defender motivos como a liberdade sexual e o fim da violência contra a mulher.

Entre os ativistas estavam homens e mulheres que usaram faixas, cartazes e pinturas nos corpos seminus com frases de protestos. Um dos cartazes usados dizia: “Tire sua cruz da minha vagina”, falando diretamente sobre a interferência dos dogmas religiosos na vida da mulher. Em outro as manifestantes pediam: “Tirem seus rosários dos nossos ovários”.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


A manifestação na porta da IURD foi pacífica, já que não havia cultos naquele horário. Já a “Marcha das Vadias” do Rio de Janeiro, que aconteceu no dia 26, teve tumulto, pois os manifestantes protestaram na porta da Igreja Matriz Nossa Senhora de Copacabana durante o horário de missa.

Os fiéis ficaram revoltados ao ver que as mulheres estavam com os seios de fora e o tumulto precisou ser contido com a ajuda da polícia.

marcha vadias iurd
(Foto Reprodução Facebook)

A “Marcha das Vadias” é um protesto que nasceu no Canadá como resposta a declaração de um policial que justificou casos de estupro apontando a roupa que as vítimas usavam. O objetivo da manifestação era pedir respeito às mulheres independentes do tipo de vestimenta que ela esteja usando. Outras causas foram sendo somadas ao evento que é liderado por grupos feministas.




Deixe seu comentário!