Psicóloga Marisa Lobo será candidata no Paraná

Marisa se filiou ao PSC e conta com o apoio do deputado Marco Feliciano


Guru de Feliciano será candidata no Paraná

A psicóloga Marisa Lobo se filiou ao PSC (Partido Social Cristão) e vai tentar uma vaga na Câmara Federal representando os eleitores do Paraná.



De acordo com a Folha de São Paulo, o partido acredita que a profissional, conhecida por se autodenominar “psicóloga cristã” conquistará muitos votos que irão favorecer a legenda nas eleições de 2014.

Ao lado do cirurgião plástico Robert Rey, o “Dr. Hollywood”, e do deputado pastor Marco Feliciano, Marisa Lobo deve conquistar ao PSC outras cadeiras na Câmara.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


A candidatura da psicóloga tem apoio de Feliciano, atual presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), eles se tornaram amigos desde quando o deputado evangélico passou a ser criticado nacionalmente.



“Houve momentos turbulentos no início da minha presidência na comissão. Seus conselhos foram de grande valia, sua preocupação com minhas filhas me sensibilizou”, disse Feliciano. O vice-presidente do partido, o pastor Everaldo Pereira, possível candidato à Presidência, definiu Marisa como “mulher brava no bom sentido”, acreditando que ela “lutará pela causa da vida” e “contra a maconha”.

Mas além desses assuntos, Marisa já tem levantado outra bandeira que a tornou nacionalmente conhecida: a luta contra o ativismo gay que quer cassar seu registro de psicóloga.



O Conselho Federal de Psicologia já chegou a forçar que ela apagasse de suas redes sociais e sites todas referências ao cristianismo, pois pelas regras o psicólogo não pode impor suas crenças aos pacientes.

Acreditando não estar ferindo este princípio, já que as redes sociais não são acessadas unicamente por seus pacientes, ela se negou a obedecer a ordem e por mais vezes quase perdeu o diploma.

“Minha fé não nego por nada, nem pela minha profissão”, disse ela no Twitter. Acusada de homofobia, Marisa já declarou diversas vezes que sua postura como cristã não é um preconceito contra homossexuais e que, inclusive, ela já abrigou um travesti em sua casa.

Outro assunto polêmico da pré-candidata é a defesa da “cura gay”. “Comportamento homossexual é pecado. A Marisa Lobo psicóloga não entra nessa questão. Mas a Bíblia diz. Ponto final […] Se o desejo é não desejar pessoas do mesmo sexo, isso é direito humano dele. Se a pessoa pegar a chave do armário e se trancar, ótimo, problema dela.”

Trabalho reconhecido

Apesar de toda essa polêmica sobre ativismo gay versus cristianismo, o trabalho de Marisa Lobo já foi reconhecido quando o assunto é dependência química.

Ela chegou a ser convidada pela ministra Gleisi Hoffmann, da Casa Civil, para participar do lançamento do programa de combate ao crack.

Marisa Lobo criou também o projeto Maconha Não, que endossa internações compulsórias de dependentes e autoriza repasse de recursos para que comunidades terapêuticas consigam tratar desses usuários e recuperá-los.




Deixe seu comentário!