“Na Record tem um monte de coisa que não presta”, admite bispo da IURD

Marcio Carotti sugere a telespectador: “Assiste o que é bom”


"Na Record tem um monte de coisa que não presta"

Um dos programas mais conhecidos da Rede Record, o “Fala que Eu Te Escuto” já mostrou críticas tanto à emissora quanto a Igreja Universal, cujo fundador, Edir Macedo, é proprietário.

Atualmente apresentado pelo bispo Marcio Carotti, durante o programa do último sábado (18), foi lida no ar uma mensagem que ele disse ter recebido pelas redes sociais.

“Às vezes fico tentando entender como vocês podem passar desgraça o dia inteiro na emissora, contaminando a todo momento com cargas negativas, revolta, desgostos, tristeza, e no final do dia passar um programa que tenta ajudar as pessoas? Alguém me explica isso?”, dizia o texto.

O bispo interrompeu brevemente a leitura para dizer que iria explicar. Em seguida, continuou lendo: “Aprendi a educar a minha família a ligar a televisão apenas com programas bons de assistir, como ‘A Terra Prometida’, e alguns outros da Record. Porque se deixar a TV ligada o dia todo, dá a impressão que o mundo está uma desgraça, com tristezas, mortes, a todo momento. Revoltas… Sei lá, é a minha opinião”.

A resposta de Carotti foi surpreendentemente honesta. “Eu respeito a sua opinião. E você falou a verdade mesmo. Você não mentiu em nada aqui. Um monte de desgraça que passa na Record. É o dia inteiro passando desgraça. Agora, é só você não assistir. É só você não ver”.

Mas seu argumento não parou aí, lembrando que isso não ocorre só na Record. “Qualquer canal passa desgraça o dia inteiro. Desgraça dá audiência. E audiência é um outro assunto”.

Mesmo assim, acredita que “o fato de passar um monte de desgraça na Record o dia inteiro não significa que a nossa intenção aqui de querer ajudar as pessoas não seja boa”.

[youtube code=”4_1l30dHEOU”]

Finalizou lembrando aos telespectadores que ele, pessoalmente, está seguindo os 21 dias do “Jejum de Daniel”, ensinado pela igreja Universal. Por isso, mantém a televisão desligada. Finalizou com o recado: “Não deixa a sua família assistir ao que não presta. E na Record tem um monte de coisa que não presta. Eu não assisto. E aconselho você a não assistir também não. Assiste o que é bom.” Com informações Uol




Deixe seu comentário!