Renascer em Cristo evangeliza através do MMA

Esporte serve de cenário para atrair jovens que não necessariamente dedicariam uma noite para ir a um culto.


Renascer em Cristo evangeliza através do MMA

A Igreja Apostólica Renascer em Cristo (SP) acredita que o esporte pode atrair as pessoas para os caminhos da fé, e a ferramenta escolhida foi o MMA. Sob as luzes da Arena Renascer, ginásio à beira do rio Tietê arrendado à igreja em 2015, é que ocorreu o 5º Ultimate Reborn Fight (URF), evento liderado pelo bispo Leandro Miglioli (41).

O bispo Lê, como é conhecido, usou o microfone para testemunhar sobre a história de Davi e Golias. “Davi partiu para cima de Golias e a vitória mais improvável aconteceu. Davi atirou uma pedra e Golias foi nocauteado imediatamente”.

Ele ainda comentou que foi derrubado pela cocaína dos 15 aos 20 anos, mas um dia descobriu o que dava força a Davi . “O dia em que coloquei meus pés nesta igreja nunca mais usei drogas”, testemunhou o bispo.

Miglioli não acredita no acaso, mas em um propósito de Deus na vida das pessoas que assistem as lutas e também daqueles que adentram o octógono. “Se tiver a atitude que tive, que Davi teve, Jesus vai entrar em tua vida, e nunca mais esse gigante que te assola irá te vencer.”

Com as mãos ao alto e cabeças curvadas, o público, estimado pela organização em 3 mil pessoas, consente e repete as palavras da oração puxada pelo bispo. O momento devocional durou cerca de dez minutos e mostrou a principal diferença entre o URF e outros eventos profissionais de MMA (Mixed Martial Arts, ou artes marciais mistas).

Nos torneios da igreja não há mulheres com placas entre os rounds nem álcool na plateia, e a disputa atlética serve de cenário para atrair jovens que não necessariamente dedicariam uma noite de sexta-feira para ir a um culto.

Fundador da igreja acredita no potencial do esporte

O fundador da Renascer, apóstolo Estevam Hernandes Filho (63), vincula o MMA com dedicação e trabalho, e na igreja não é diferente. “Ele é praticado com a mesma qualidade: respeitando regras, com ordem e decência. Então não é manifestação de violência”, afirmou à BBC Brasil. A igreja é “pioneira na realização de eventos esportivos como estratégia de evangelismo”, completou.

A igreja evangélica, disse Hernandes, inicialmente abriu as portas para treinos, de olho em “atrair mais jovens para o esporte”. A grande procura motivou a realização, em 2013, do primeiro grande torneio de MMA profissional da Renascer, que também tem seu time de atletas, o Reborn Team (time renascer).




Deixe seu comentário!