Roberto Marinho pede punição ao Porta dos Fundos

Humoristas criaram vídeo ridicularizando os cristãos e debochando de passagens bíblicas.


Roberto Marinho pede punição ao Porta dos Fundos

Roberto Marinho, pré-candidato a deputado estadual pelo PSC e assessor parlamentar do deputado federal, Pastor Marco Feliciano, criticou os humoristas do Porta dos Fundos pelo vídeo “Especial de Natal” publicado na última segunda-feira (23) que ridiculariza a cultura judaico-cristã.

O episódio de 16 minutos reúne várias esquetes e trata de passagens bíblicas vividas por Cristo com muito sarcasmo, palavrões e piadas de gosto duvidoso. Marinho afirma que o vídeo é criminoso e que os humoristas ultrapassaram os limites da liberdade de expressão.



“Nós cristãos não podemos aceitar que nossa fé seja ridicularizada, estamos em um país livre, mas que expressa limites para esta liberdade. Os humoristas ultrapassaram este limite. Cometeram o crime de vilipendio de crença e devem responder por seus atos”, criticou Marinho através de sua conta no Twitter.

Pelo microblog o braço direito de Feliciano disse que a publicação constitui crime de vilipendio a crença e que as autoridades devem ser acionadas para apurar as motivações do grupo em publicar um vídeo com este tipo de conteúdo.

“Um vilipendio a fé e a crença. Não é de hoje que os humoristas tem usado a religião como tema de seus vídeos, debochando e fazendo chacota dos cristãos”, disse. “Ao usar uma data festiva para ridicularizar a cultura judaico-cristã os humoristas do @portadosfundos romperam o limite da ética e cometeram um crime contra a liberdade de crença”.



Em sua crítica Marinho incentivou os cristãos a denunciarem o vídeo e a procurarem as autoridades e pedirem que os humoristas sejam punidos. Marinho também pediu que o Ministério Público avalie o conteúdo e puna os humoristas.




Deixe seu comentário!