Sarah Sheeva: “Onde tem brecha no altar, as máscaras vão cair”

Pastora comentou o caso de Daniela Araújo


"Onde tem brecha no altar, as máscaras vão cair"

Valendo-se uma semana depois do caso que envolveu a gravação de supostos áudios de Daniela Araújo em uma relação de uso de drogas, a pastora Sarah Sheeva, filha de Baby do Brasil e Pepeu Gomes, resolveu comentar a polêmica dos últimos dias.

A pastora, em um vídeo, de título “A santidade VALE MAIS que o talento”, comentou o caso e acredita que o meio evangélico, em geral, apoia mais o talento dos artistas do que sua relação com a fé que exerce no dia a dia.

“Queria dizer pra vocês que antes de qualquer coisa que a nossa função é entristecer, em primeiro lugar, que a gente tem que se compadecer da dor da pessoa, e em segundo lugar é a gente orar por essa menina, por essa mulher, essa jovem, essa vida”, alertou Sheeva.

Daniela Araújo, em si, foi alvo de exposição e pedido de orações, algo que Sarah avaliou. “Sempre tem que haver exposição em tudo o que a gente fizer de errado”, afirmou.

Investindo mais ainda no tema, fez suas exposições. “Nós, igreja, precisamos aprender a valorizar mais o caráter que o talento para estarem no altar de Deus. Se a gente não priorizar o caráter, a gente vai continuar tendo problemas”.

“É óbvio que não somos burros, nós queremos pessoas talentosas que saibam fazer bem feito… Cantar, tocar e etc, mas não se esqueçam: Entre o talento e a santidade, que está ligada ao caráter, [santidade]”, disse.

“Precisamos usar essa situação para o nosso crescimento, para melhoria das nossas igrejas e não para ficar atacando pedra nessa menina”, disse Sarah, que já seguiu carreira musical como integrante do trio SNZ.

Com base nisso, Sarah afirma que a confusão entre palco, no sentido artístico, e altar, no sentido litúrgico, é o principal problema de igrejas que se enquadram “nesse movimento”.

“Onde tem brecha no altar, infelizmente irmãos, as máscaras vão cair”, finalizou.

Assista:




Deixe seu comentário!