SBB nega que tenha autorizado texto para "Bíblia gay"

9/06/2015 - 16:04

SBB nega que tenha autorizado texto para “Bíblia gay”

Sociedade Bíblica faz esclarecimento sobre uso do texto


SBB nega que tenha autorizado texto para “Bíblia gay” SBB nega autorização para "Bíblia gay"

Quando foi lançada nos Estados Unidos, a primeira Bíblia Gay fez muito alarde na mídia, mas suas vendas foram bem abaixo do esperado. O principal motivo para o fracasso do ponto de vista comercial é que o texto da versão inglesa tinha apenas 8 versículos “reescritos”: Gênesis. 19:5, Levítico 18:22 e 20:13, Romanos 1:26 e 1:27, 1 Coríntios 6:9, 1 Timóteo 1:10 e Judas 1:7.

Grande parte da chamada “comunidade cristã gay” queria algo mais que a substituição de alguns termos para uma linguagem mais inclusiva. A liberdade para modificar o texto ocorre por que em inglês, como em várias outras línguas, o texto bíblico é de domínio público.

No Brasil a legislação é diferente e para se imprimir uma Bíblia é necessária a autorização de quem detém os direitos daquela tradução. A mais popular do país, que leva o nome de João Ferreira de Almeida, pertence à Sociedade Bíblica do Brasil (SBB).

Esta semana a revista Veja publicou uma matéria, que foi reproduzida por vários sites, inclusive o portal Gospel Prime, dando conta que a SBB teria autorizado a publicação da primeira versão comentada pró-LGBT.

O texto da “Bíblia Graça Sobre Graça” permaneceria o mesmo, mas os comentários assinados pelo pastor Marvel Souza trariam “correções” nas interpretações dos textos que condenam a homossexualidade. Seria uma modificação que se apartaria de tudo que o judaísmo e o cristianismo sempre disse sobre a questão do envolvimento sexual de pessoas do mesmo sexo.

Após a publicação da matéria, a SBB enviou nota de esclarecimento para a redação do Gospel Prime. Ela desmente as informações de Veja, mas não esclarece que medidas estão sendo tomadas para evitar sua publicação.

A mesma é assinada por Erní Walter Seibert, Secretário de Comunicação, Ação Social e Arrecadação da Sociedade Bíblica do Brasil:

“Em relação à nota A Bíblia de Todas as Cores, publicada na revista Veja Brasília, em abril último, a Sociedade Bíblica do Brasil esclarece que esta publicação não possui qualquer relação com a SBB, nem o tema faz parte de sua linha editorial.

Com a expectativa de ter esclarecido o assunto, a SBB agradece a atenção e coloca-se à disposição para dirimir eventuais dúvidas que ainda possam surgir”.



Leia mais...

5 segredos para se tornar um grande pregador da palavra de Deus!

5 segredos para se tornar um grande pregador da palavra de Deus!

Jocum e SBB querem distribuir 50 milhões de Bíblias

Jocum e SBB querem distribuir 50 milhões de Bíblias

SBB apresenta nova diretoria da instituição

SBB apresenta nova diretoria da instituição

Leitura para remição de pena tem apoio da SBB

Leitura para remição de pena tem apoio da SBB


Comentários

Deixe um comentário

8 Comentários em "SBB nega que tenha autorizado texto para “Bíblia gay”"

avatar

Ordenar por:   novos | antigos | mais votados
Saint
Saint
1 ano 1 mês atrás

Bem, menos mal.

Seria vergonhoso aprovar a liberação de uma bíblia cujo único propósito é mudar a tradução para apoiar uma posição política.

José Marinho
José Marinho
1 ano 1 mês atrás

Se todos os sodomitas eram gays, como tiveram filhos? Observem como é incoerente e maliciosa a interpretação de vocês. É feita para discriminar. Distorcida para banhar de sangue 700 milhões de seres humanos , 10% da população mundial. Parem de fazer do cristianismo uma religião violenta e carniceira. O cristianismo deveria ser a religião do amor.

Luiz Daniel
Luiz Daniel
1 ano 1 mês atrás
O termo sodomita encontrado na bíblia é uma palavra da língua portuguesa, é o adjetivo de quem pratica a sodomia, relação sexual anal, palavra presente na nossa língua desde o latim. A bíblia não foi escrita em português, esta palavra é utilizada para traduzir a palavra que no idioma original da bíblia significa a mesma coisa, relações anais. Quanto a sexualidade dos habitantes de Sodoma, o homossexualismo é evidente pelo fato de que quando dois anjos foram avisar a Ló, sobrinho de Abraão que morava em Sodoma, de que a cidade seria destruída, os habitantes de Sodoma que não sabiam… Leia mais »
Renato Belchior
Renato Belchior
1 ano 1 mês atrás
Bom dia, em primeiro lugar: estudiosos dizem sim que os sodomitas eram na sua grande maioria gays, mas as mulhere serviam como reprodutoras, ou seja não tinhamvalor nenhum naquela sociedade, e o termo sodomita não diz respeito ao nascimento em sodoma, mas ao pecado que era cometido lá. Segundo: nenhum cristão VERDADEIRO odeia a qualquer pessoa, muito menos a homossexuais, mas temos o direito de pregar o que cremos, não discriminando mas amando, Deus ama todos os homossexuais, assim como aos mentirosos, adulteros, ladrões, hipócritas, assassinos, viciados e etc. O que Deus odeia é o pecado, não existe pecado maior… Leia mais »
José Marinho
José Marinho
1 ano 1 mês atrás

Então já existia inseminação artificial naquela época? Não tem seriedade isto que você falou.

Renato Belchior
Renato Belchior
1 ano 1 mês atrás

Bom dia novamente amigo.
Só pra constar, um homussexual é homem e tem condições de gerar um filho como qualquer étero, ele nasceu homem tem no corpo todas as ferramentas para gerar filhos à moda antiga, ou seja sem inseminação.
Ou será que quando a pessoa escolhe ser homossexual ela perde a capacidade reprodutora?
Que Deus lhe abençoe

José Marinho
José Marinho
1 ano 1 mês atrás

Sim só que eles não sentem nenhuma atração pelas mulheres. Como eles iriam procurar as mulheres se nada sentem por elas? Se tinham filhos é porque eram heterossexuais.

Maria T
Maria T
1 ano 1 mês atrás

Apoiado…

wpDiscuz