Silas Malafaia é investigado pela Polícia Federal

Operação Timóteo investiga esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral


Silas Malafaia é investigado pela Polícia Federal

O pastor Silas Malafaia está sendo investigado pela Polícia Federal. Segundo informações divulgadas pela Folha de S.Paulo, a PF deflagrou, na manhã desta sexta-feira, uma nova operação que traz vários nomes investigados, entre eles, o de Malafaia.

Segundo o jornal, a Polícia Federal está atuando na investigação de uma suposta organização criminosa que, por corrupção, faz cobranças judiciais de royalties de exploração mineral.

Assim, Malafaia, segundo apurações do jornal, é investigado pela acusação de usar seu escritório de advocacia para lavagem de dinheiro. O pastor teria recebido valores do esquema e utilizado contas da organização para ocultar o dinheiro.

Silas foi alvo de condução coercitiva e, segundo a Polícia Federal, estão sendo realizadas mais de 50 buscas e apreensões em diferentes endereços, em estados como Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Bahia, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Tocantins e Paraná.

A Operação Timóteo, nome pelo qual as ações receberam, faz referência ao livro bíblico de I Timóteo. Ela começou no ano de 2015, quando a Controladoria-Geral da União enviou, para a PF, uma sindicância que apontava estranheza no crescimento patrimonial de um dos diretores do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).




Deixe seu comentário!