Pastor Silas Malafaia ensina como a mulher cristã deve se vestir

Ele respondeu a pergunta de um internauta usando passagens da Bíblia


Pastor Silas Malafaia ensina como a mulher cristã deve se vestir

O pastor Silas Malafaia escreveu um artigo para sua coluna no site Verdade Gospel respondendo uma dúvida muito comum entre os evangélicos: Como a mulher cristã deve se vestir?

Os textos bíblicos usados para responder a questão foram 1 Timóteo 2.9,10 e 1 Pedro 3.3,4 que não traçam padrões de vestimenta, mas falam sobre adornos que não devem ser mais importantes que a beleza interior.

“Os apóstolos Paulo e Pedro não afirmaram que é pecado vestir-se bem e usar joias. Eles apenas enfatizaram que a verdadeira beleza da mulher cristã é a interior”, resume Malafaia.


  Curso Livre Bacharel em Teologia! Sem mensalidades e com certificado!


Com base nos textos citados ele acredita que “as mulheres cristãs devem vestir-se com modéstia, moderação, decência, sobriedade, ou seja, com trajes decentes e honrados, evitando modismos indecentes que as desqualifiquem como servas de Deus”.

O pastor assembleiano tem consciência de que a forma como as mulheres se vestem tem relações socioculturais e deixa claro ao leitor que a forma como uma mulher se veste “não é uma condição para a salvação”.

Mesmo assim ele pondera: “Elas devem evitar a ostentação, o exagero, a falta de compostura e a sensualidade. Esse é um princípio que transcende as culturas e o tempo, portanto permanece até os nossos dias.”

Moda evangélica
Moda evangélica

Costumes e doutrinas

Há muitas igrejas evangélicas que controlam a vestimenta das mulheres exigindo o uso de saias. Mas para Silas Malafaia esses usos e costumes não são doutrinas bíblicas, mas sim costumes.

“Não estou condenando os pastores que são mais rígidos quanto aos costumes, apenas esclarecendo as diferentes interpretações de textos considerados básicos para a permissão ou a proibição de calças compridas, brincos e maquiagem”, escreveu.

Malafaia afirma ainda para que as cristãs respeitem as doutrinas de suas igrejas, caso não estejam dispostas a cumprir tais regras, que se mudem, com a família, para uma denominação que não imponha os mesmos costumes.




Deixe seu comentário!