Silas Malafaia desafia blogueiros a provarem erros teológicos em sua pregação

Pastor deseja que críticos achem o erro teológico de suas mensagem


Silas Malafaia desafia blogueiros “bandidos travestidos de evangélicos”

O pastor Silas Malafaia usou a parte final de seu programa na TV Band de hoje (19) para fazer um desafio aos sites e blogs que costumam criticá-lo. Embora reconheça que existem muitos sites e blogs cristãos que apresentam noticias sérias, afirmou que alguns pertencem a “bandidos travestidos de evangélicos”.



O desafio é bastante simples, trata-se de uma mensagem gravada em um culto especial que realizou com a igreja que pastoreia, Assembleia de Deus Vitória em Cristo, no Rio de Janeiro. Ele reuniu as pessoas na Arena HSBC para pregar o sermão intitulado “Uma vida de prosperidade”.

Os vídeos do culto serão apresentados no programa que Malafaia conduz aos sábados ao meio-dia na Band.  Dividido em duas partes, eles irão ao ar nos dias dois e nove de junho. O pedido de Malafaia aos seus “caluniadores” é que assistam a mensagem e postem em seus sites os erros teológicos da mensagem.


  Programa que ensina a Bíblia vira febre na Internet


Negando que defende a teologia da prosperidade como muitos dizem, o pastor acredita que os críticos terão de concordar que sua perspectiva de prosperidade “tem tudo a ver com a Bíblia”. No final, arrematou dizendo que se não encontrarem erros devem “ver se eu estou lá na esquina”.



Malafaia não citou nomes, nem fez menção dos endereços dos sites, apenas tratou de forma genérica o que ele considera uma perseguição ao seu ministério. Não é a primeira vez que ele se queixa publicamente do que é escrito sobre ele na internet. Por ocasião do lançamento do seu site de noticias, Verdade Gospel, ele usou argumentos semelhantes e disse que  “muitos portais evangélicos de notícias divulgam informações sem apurar por completo as informações, sem ouvir os dois lados dos fatos. Apenas republicam o que está repercutindo na internet. Claro que existem exceções. Senti, então, o desejo de criar um portal comprometido com a verdade e a ética cristã”.




Deixe seu comentário!