Sociólogo compara Igreja Universal com rede de fast-food

Ele dá exemplo da IURD que tem a mesma estrutura administrativa em todos os países onde atua.


Sociólogo compara Igreja Universal com rede de fast-food

Em entrevista para a Carta Capital, o sociólogo Eduardo Guilherme de Moura Paegle comentou o crescimento das igrejas evangélicas comparando os ministérios neopentecostais com redes fast-food, chegando a usar o termo “McDonaldização” da fé.

Para exemplificar o que seria esse processo de “McDonaldização”, Moura Peagle conta que não importa em que cidade do mundo você está, se entrar em uma Igreja Universal do Reino de Deus vai receber os mesmos cultos e ensinamentos.

“É como pedir um lanche Big Mac”, disse ele que é doutorando pela Universidade Federal de Santa Catarina. Ele nota que não apenas a parte dos cultos como também a estrutura administrativa da IURD é exatamente a mesma, com poucas variações.

Outra comparação que ele faz entre o Mc Donald e a Igreja Universal se refere aos horários dos cultos. “Se o fiel dispõe de pouco tempo, é possível dar ao menos uma passadinha no Drive-Thru da Oração,” diz Peagle que se refere ao método usado em algumas cidades brasileiras.

Quem recentemente comparou a IURD com o Mc Donalds foi o bispo Guaracy, citando o crescimento do ministério que faz parte, ele comparou a quantidade de igrejas que a Igreja Universal possui ao redor do mundo com a quantidade de restaurantes do Mc Donalds.

“O Mc Donald está em 125 países, a Igreja Universal está em 190. Ou seja, a gente chegou aonde o Mc Donalds não chegou”, disse ele durante um programa da IURD TV.




Deixe seu comentário!