Sudão destrói templos cristãos e quer implantar sharia

Dezenas de igrejas já foram demolidos


Sudão destrói templos cristãos e quer implantar sharia

O governo do Sudão está executando um projeto que visa destruir 27 igrejas localizadas no país. A localidade está no 5º lugar na seleção recente da Lista Mundial da Perseguição, atualizada pela Portas Abertas.

De acordo com relatório promovido pela instituição, uma igreja localizada em Omdurman, maior e mais populosa cidade do país, foi demolida no dia 2 de agosto. Em 7 de maio, 13 igrejas no distrito de Soba tiveram o mesmo destino.



A ação do estado sudanês gerou insatisfação dos projetos de missão. “As autoridades sudanesas deram mais um passo a frente em seus objetivos de eliminar os cristãos no país”, disse um colaborador da Portas Abertas.

“Eles pretendem demolir as igrejas que estão no programa de desenvolvimento de algumas regiões e isso não faz parte de um plano secreto, é do conhecimento de todos”, acrescentou.

O colaborador ainda afirma que, com a independência do Sudão do Sul, al-Bashir afirmou publicamente que o direito islâmico, conhecido popularmente como sharia, seria implementado em todo o Sudão.



“Muitos cristãos temiam por suas vidas e milhares deixaram o país. Se a comunidade internacional não pressionar o Sudão para que respeite a liberdade religiosa dos cristãos, é provável que o governo continue a perseguir os cristãos e a demolir as igrejas”, finalizou. Com informações Portas Abertas




Deixe seu comentário!