TJ nega recurso a Marcos Pereira contra condenação de estupro

Ele foi condenado em setembro passado há 15 anos de prisão


TJ nega recurso a Marcos Pereira contra condenação de estupro

A 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio negou o recurso apresentado pela defesa do pastor Marcos Pereira contra a primeira decisão que condenou o religioso a 15 anos de prisão por estupro.

O caso foi julgado na segunda-feira (16) tendo a desembargadora Suely Lopes Magalhães como relatora. Os desembargadores foram unânimes ao entender que o pedido da defesa não poderia ser aceito.



Marcos Pereira, fundador da igreja Assembleia de Deus dos Últimos Dias (ADUD) foi preso em maio de 2013 por conta de duas acusações de estupro que teriam sido cometidos em 2006 contra seguidoras da igreja.

O primeiro julgamento foi feito pela 2ª Câmara Criminal de São João do Meriti que chamou as testemunhas e a defesa e entendeu que o religioso era culpado dos crimes, mesmo uma das vítimas tendo desistido da acusação.

Além do crime de estupro, Marcos Pereira também foi atuado por coação de testemunhas, crime que estaria sendo praticado por pessoas ligadas ao pastor para impedir as denúncias.




Deixe seu comentário!