4/02/2012 - 12:14

Transumanismo quer usar tecnologia para transformar homens em deuses

Seita deseja implantar chips para alcançar a imortalidade


Transumanismo quer usar tecnologia para transformar homens em deuses Transumanismo quer usar tecnologia para transformar homens em deuses

O movimento transhumanista defende o uso da ciência e tecnologia para aumentar a inteligência, a longevidade e o bem-estar dos seres humanos, bem como para eliminar o sofrimento, tanto quanto possível, de todos os seres conscientes. Transhumanistas consideram certos aspectos da condição humana (tais como as deficiências físicas e mentais, o sofrimento, a doença, o envelhecimento e a morte involuntária) como desnecessários e indesejáveis.

Transhumanistas se voltam para a biotecnologia e tecnologias emergentes para estes propósitos. Perigos, bem como benefícios que estas tecnologias encerram são preocupações do movimento.

O que parece a descrição de um “movimento” ou “filosofia” para muitos é apenas mais uma seita esquisita que surge nos Estados Unidos e quer se espalhar pelo mundo. Ray Kurzweil é o cientista por trás do conceito e, não por acaso, chamado de “apóstolo do transumanismo”.

Para ele, lá por 2030, a inteligência artificial vai tomar o lugar da humana. Ele escreveu livros como When Humans Transcend Biology [Quando os Humanos Transcendem a Biologia] e The Age of Spiritual Machines [A era das máquinas espirituais]. Ele hoje tem 62 anos e toma 250 comprimidos por dia para alcançar o ano 2029, porque tem certeza de que a partir deste ano os seres humanos poderão viver para sempre.

Conhecido como CyberNostradamus, ele tem oito doutorados honoris causa, é muito respeitado pela comunidade científica internacional e chamado de futurista, pois nunca errou uma previsão. Entre as que ainda não se cumpriram, ele afirma que, a partir de 2045, o ser humano poderá estar totalmente integrado a uma inteligência artificial, permitindo que aumentar sua capacidade intelectual um bilhão de vezes.

Surgirá então uma raça nova, que desconhecerá o envelhecimento e a morte. A tecnologia poderia levar à imortalidade

Quando os seres humanos receberem os ‘nanochips’ em seu cérebro estarão desejosos de melhorar a espécie. O seu objetivo final é aumentar as capacidades do homem, por isso o nome “Humanidade +” foi escolhido para divulgar o movimento em todo mundo.

Dentro de alguns anos, um aparelho criado ela nanotecnologia, do tamanho de um grão de areia, poderá ser colocado no cérebro fazendo de uma pessoa um ciborgue com capacidade mental bilhões de vezes superior, assegura Hugo de Garis especialista australiano em inteligência artificial. Ele já tem conduzido estudos sobre isso num laboratório da Universidade de Xiamen (China).

Michio Kaku, um dos defensores do transumanismo explica que, em ultima instância, todos os seres humanos se tornarão deuses.

Clique em CC para ativar as legendas em português:

Com informações Exame, TIME e Knol



Leia mais...

Um quarto das grávidas atribui microcefalia a Deus

Um quarto das grávidas atribui microcefalia a Deus

Como Pregar Sem Timidez em 4 Simples Passos

Como Pregar Sem Timidez em 4 Simples Passos

Mais de 600 muçulmanos se convertem a Jesus por hora

Mais de 600 muçulmanos se convertem a Jesus por hora

Pregação

Pregação "de qualidade" é o que mais atrai as pessoas à igreja


Comentários

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

avatar

wpDiscuz