MENU

Três países do Leste europeu abolem ensino da ideologia de gênero

De acordo com a decisão dos juízes “se a sociedade já não diferencia o homem da mulher, a luta contra a violência às mulheres se torna impossível”


Tribunal Constitucional da Bulgária
Tribunal Constitucional da Bulgária. (Foto: Divulgação)

O principal tribunal búlgaro decidiu que um documento da União Europeia (UE), assinado pelo país em 2011, é inconstitucional por considerar o “gênero” como uma forma de construção social.

Primeiro foi a Polônia e a Hungria, agora é a vez da Bulgária dizer não às pressões da UE para que as nações aceitem o modismo da ideologia de gênero.

Conforme a decisão dos juízes búlgaros: “a definição de gênero como conceito social questiona os limites entre os dois sexos biologicamente determinados, o homem e a mulher”. O tribunal foi acionado por uma aliança entre um grupo de muçulmanos, a Igreja Ortodoxa e parlamentares apoiadores do atual presidente, o conservador Boyko Borisov.

Leia mais

Outro trecho que merece destaque no texto dos juízes e que denuncia o quanto a ideologia de gênero é prejudicial para as mulheres, diz que “se a sociedade já não diferencia o homem da mulher, a luta contra a violência às mulheres se torna impossível”.

O Tribunal Constitucional do país é equivalente ao Supremo Tribunal Federal (STF) no Brasil. A decisão dos votos resultou em oito a quatro, a favor da inconstitucionalidade do documento assinado há sete anos. Todas as quatro mulheres do tribunal se posicionaram contra o documento da União Europeia. Com informações Actuall



Assuntos: , , ,


Deixe sua opinião!

Mais notícias