Na Venezuela, pastor-candidato atrai multidão distribuindo sopa grátis

Javier Bertucci está em campanha presidencial


Venezuelanos comendo sopa
Venezuelanos buscando comida nos comícios de Bertucci. (Foto: Manaure Quintero / Bloomberg)

Em meio à crise humanitária da Venezuela, onde as pessoas passam fome por causa da escassez de alimentos e dos altos preços dos produtos disponíveis, Javier Bertucci faz sucesso distribuindo sopa.

Ele está em campanha presidencial e a refeição gratuita é distribuída nos comícios. O candidato de 48 anos, líder da Igreja Maranata vem defendendo que a união de política e religião é a solução para tirar sua nação da situação caótica que se encontra graças ao governo comunista de Nicolas Maduro.

A igreja de Bertucci tem 16 mil integrantes, e seus sermões são transmitidos pelo rádio e pela internet. Ele é o líder da Gospel Changes [O Evangelho Muda], instituição de caridade que distribui regularmente alimentos e remédios, além de brinquedos no Natal.

Segundo a agência de notícias Bloomberg, nos eventos que promove, Bertucci afirma: “Vim para distribuir abraços, beijos, sopa e esperança”. Questionado se a sopa é uma maneira de comprar votos, ele justifica: “Como vou aparecer em uma comunidade com fome, passando por tanta necessidade sem dar nada a eles?”. Disse preferir isso a gastar dinheiro com outdoors e cartazes, como os outros candidatos.

Javier Bertucci
Pastor venezuelano Javier Bertucci durante campanha presidencial. (Foto: Manaure Quintero / Bloomberg)

Um de seus lemas é “Deus vai lutar por nós. Estou absolutamente convencido disso!”.

Para o pastor, as oposições deveriam se unir. “Este governo é derrotável”, defende. Mesmo assim, pesquisas apontam que 60% dos 20,5 milhões de venezuelanos aptos a votar não devem compareceram às urnas dia 20 de maio, por desconfiança no processo.





Deixe seu comentário!