MENU

YouTube é bloqueado no Egito por vídeo que “ofende o islã”

Medida ficará efetiva durante o Ramadã


A inocência dos Muçulmanos
A inocência dos Muçulmanos. (Foto: Reprodução / Youtube)

Muçulmanos do mundo todo estão celebrando o seu mês sagrado, o Ramadã, onde espera-se que manifestem sua fé com mais intensidade. No Egito, o Tribunal Administrativo emitiu um decreto para que o YouTube seja banido no país durante 30 dias. O motivo alegado é o polêmico filme de 14 minutos, intitulado “A Inocência dos Muçulmanos”.

Produzido em 2012, o filme gravado pelo cineasta amador Nakoula Basseley Nakoula, um egípcio naturalizado norte-americano, gerou grandes manifestações no mundo muçulmano quando foi lançado.

Leia mais

Ele faz críticas ao profeta Maomé, sendo considerado “blasfemo” pelos clérigos muçulmanos. Apesar de o original ter sido retirado da rede social de vídeos, existem várias cópias que continuam circulando após 6 anos.

Um tribunal egípcio já havia tentado fechar o acesso dos cidadãos ao Youtube em 2013, mas o caso vinha se arrastando na justiça desde então. No sábado (26), o Tribunal Administrativo, instancia máxima do judiciário do Egito, emitiu a proibição de acesso até 26 de junho. Com informações de Reuters



Assuntos: , , ,


Deixe sua opinião!